segunda-feira, 28 de julho de 2014

Prazer, Monstro.

Você ainda não me conhece mas convivemos há um tempo. Eu moro no coração dela e sempre que vocês se falam eu participo da conversa, talvez já tenha ouvido minha voz,  apesar dos esforços dela para me calar. Sou aquele que a faz te afastar, que não te deixa chegar perto o bastante para machucá-la. Não quero dividi-la com ninguém.



Eu sou o monstro que a ama e quer preservá-la, Quando ela sofre e chora eu também sinto a dor e sinto raiva por ela permitir-se sentir tanta dor, permitir que alguém a machuque de novo quando eu canso de dizer que amor é tolice e burrice. Ah se ela me escutasse, seríamos só nós dois contra o mundo! Mas ela não se contenta em abrigar um monstro no peito e tenta me arrancar à força em vão.

E de tanto lutar ela cansou e finalmente se rendeu, hoje ela não quer saber de sentir mais nada, afasta por si mesma aqueles que tentam chegar perto demais. E chuta a pontapés qualquer sentimento mais forte que ouse pulsar em seu peito.... 





Image and video hosting by TinyPic







Beijos Queen Size,