quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

JULIANA #GorDivahDoMês #GorDivahEmpoderadora

Sabe quando você encontra uma amiga online, cria uma amizade direto do vazio cibernético pra dentro da tua alma e que mesmo de longe te faz um bem daqueles?! Pois é assim eu conheci a Juliana que de seguidora virou uma querida amiga.
Compartilho com vocês o texto empoderador da moça:
O caminho difícil do empoderamento do corpo gordo.
É preciso que se diga a verdade: trilhar o caminho do empoderamento do corpo gordo não é fácil e nunca será.
E a razão é muito simples: a força da gordofobia na nossa sociedade.
Quanto pessoas gordas, crescemos sempre vendo nosso corpo ou características de um corpo gordo ser posto como ruins e indesejáveis. Quantas vezes ouvimos ao longo da vida que parecer ter um corpo maior não é uma coisa boa. Nas dicas de maquiagem é o truque para afinar o rosto; nas roupas é diminuir a silhueta/ disfarçar a barriga ou as áreas maiores. Não importa o que seja: peito, bunda, quadril, braço… Ter uma silhueta maior não é desejável, pois ser uma pessoa mais bonita é ser alguém de aparência magra.
Quando o corpo gordo aparece, ele vem carregado de estereotipos: ou somos pessoas tristes e frustradas que comem demais ou eternos palhaços da galera que também comem desenfreadamente. Podemos aparecer em obras literárias ou demais representações  em comparações com porcos e contextos de nojo, à soberba , mesquinhagem e preguiça, à maldade, com ostentação e riqueza ou forma de exteriorizar a falha de caráter e imperfeição através do formato do corpo gordo.
Somos Humanos somos perfeitos perfeitas lindos lindas independente de raça cor peso... #Gordasim #Gordofobiaoff #empoderamentogordo #Gordivas
Juliana do Channel Dhuly Juliana










Beijões Gordos,

Claudia Rocha GorDivah
Snap: gordivah