quarta-feira, 4 de novembro de 2015

"GordINHA" É O Caramba! Eu Sou GORDA!



A maioria por aí com certeza já ouviu que "bonitinho é  feio arrumadinho", então por qual motivo aceitam e muitas vezes até preferem ser chamadas de gordinha e suas variações e não de "gorda"? Não existe hierarquia corporal meu povo! Gordo é gordo! E não aceitar, não se apropriar de um termo que simplesmente se refere a uma entre tantas características físicas que termo para empoderamento é simplesmente contribuir pra perpetuar a gordofobia.

Entendam que qualquer palavra, dependendo da conotação, pode ser sim um xingamento, mas nós gordos não podemos ter medo, vergonha, aversão ao termo "gordo" por causa do significado pejorativo que a sociedade automaticamente atribuiu a ele. Nós gordos precismos tirar o nosso foco dos gordofóbicos e focarmos em nós! Em nosso empoderamento e processo de desconstrução dos preconceitos que aprendemos como verdades absolutas e irrefutáveis!



 "Gordinha, fofinha, cheinha" e suas variações são termos gordofóbicos sim! Pois passam a ideia errônea que gordo é uma palavra a ser riscada do nosso dicionário, quando não deve! Apodere-se do termo gordo, pare de temer usá-lo, não há nada de errado com a palavra GORDA!

Chega de usar eufemismo para se referir ao seu corpo! Basta  de usar expressões para mascarar meu tamanho e assim propagar preconceito velado! PARE hoje de usar gorda como xingamento, repense o lixo gordofóbico que foi armazenado aí dentro de você desde que você se entende por gente! Não se refira a si mesma com termos pejorativos, pare de repetir o comportamento da sociedade e pense por si mesma. Reveja seus conceitos sem funda-los nos argumentos dessa sociedade fútil, rasa, preconceituosa e opressora!

GORDA não precisa de eufemismo, não precisa de nada pra suavizar seu real significado, não precisa de diminutivo, não é grosseria, não é ofensa, não é xingamento, não é uma maldição, não é uma palavra ruim, não é termo pejorativo em sua natureza real e simples, não é algo a ser temido, não é algo que não deva ser pronunciado ou utilizado! É apenas uma palavra como alta, baixa, loira, ruiva, negra, albina, morena, branca, etc.....

E por favor né, gorda não é sinônimo de gulosa nem nada do gênero! Gorda é só uma palavra que se refere a um estado físico que está relacionado com a sua massa corporal e o efeito da gravidade da Terra sobre ela! Gorda não é sentimento! Gorda não é estereótipo! Gorda é só um adjetivo como qualquer outro! pare de alimentar esse tabu que é pronunciar, usar a palavra GORDA e se aproprie dela! Empodere-se com ela!


Eu sei que pra muitas é muita coisa pra assimilar num texto só, mas é preciso algum ponto de partida pra enfim vocês se libertarem de preconceitos e gordofobia velada que vocês aceitam e não se dão conta. Eu um dia já impliquei com o termo gorda, eu um dia já me ofendi quando me chamaram de gorda, mas hoje, eu penso por mim mesma, eu não carrego mais os conceitos gordofóbicos que a sociedade em ensinou, eu desconstruí aquele lixo que eu achava que era o correto. E hoje te convido a começar também esse processo. É difícil e cada uma leva seu tempo pra se desintoxicar de anos e anos de gordofobia e muitas vezes traumas, algumas precisam de apoio psicológico profissional pra isso, outras não. Mas todas nós estamos juntas nessa!  Você gorda empoderada que tá lendo isso e acha que pode ajudar no processo de empoderamento de alguém, compartilhe, acolha, converse e mostre que existem outras maneiras de pensar.

Se hoje eu consigo escrever algumas linhas nessa linha de pensamento é porque um grupo de gordas empoderadas me acolheu e ajudou a desconstruir muita coisa, eu ainda estou aprendendo como vocês, cada dia eu aprendo algo novo ou me deparo com uma nova maneira de ver certas coisas, o empoderamento e desconstrução que comecei ainda não terminaram e convido vocês a virem junto comigo nessa! Unidas, coerentes e conscientes poderemos fazer toda a diferença no mundo a nossa volta!

Eu sou gorda, sou obesa mórbida, branca, alta, ruiva, tatuada e nenhuma dessas palavras pra mim é motivo de envergonha ou embaraço, simplesmente porque são parte de quem eu sou, um conjunto de  poeira estelar que tá aqui tentando fazer algo pra mudar o que tá aí do outro lado da tela, mas, pra isso, eu peço encarecidamente, abra sua mente, desapegue dos seus próprios preconceitos e pare de se julgar e colocar pra baixo! Você é uma obra prima do universo, jamais existirá outra como você na história do universo inteiro! Pare de guardar opiniões negativas sobre si mesma e seu próprio corpo, jogue fora esse lixo que é a autodepreciação e acolha, convide pra morar pra sempre no seu coração o amor próprio!

Gorda é só uma palavra como outra qualquer! E saiba que todas nós somos incríveis e perfeitas exatamente do jeitinho que somos!






Beijões Gordos,

Claudia Rocha GorDivah