segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Quando o preconceito dança: no Rio, homens são expulsos de boate após ato de gordofobia


A carioca Roberta Fittipaldi foi alvo de preconceito em uma boate da Zona Sul; casa expulsou rapazes que insultaram a jovem. Foto: Arquivo Pessoal













Tem quem diga que gordofobia não existe. Vai nessa, fera... Esta semana,por exemplo, vimos Izabel, a grande vencedora do reality “MasterChef”, ser alvo de piadinhas após sua vitória. Envolvendo, inclusive, seu namorado.

Curioso que o recalque alheio só surgiu depois da vitória da carioca. Menos mal que Izabel reagiu de forma destruidora e bem humorada:


Já na vida real, a gordofobia não tem transmissão ao vivo e, muitas vezes, passa sem ser notada.

Esta semana, durante uma edição da festa Recalcada, na boate Fosfobox, no Rio, uma jovem foi intensamente insultada e provocada por dois rapazes. Em certo momento, os brutamontes chegaram a comentar que a casa deveria colocar uma balança na porta de entrada para regular a frequência. Surreal, né?


Com a situação se tornando insustentável, a segurança da boate foi acionada e os dois foram retirados da festa.




Em uma sociedade em que ainda estamos acostumados com estabelecimentos que expulsam frequentadores por causa de sua orientação sexual, é reconfortante ver um caso em que o alvo a ser exterminado é o preconceito.




Publicado aqui


Nota da GorDivah: Por um mundo com mais estabelecimentos como esse e mais minas empoderadas e com muita vontade de botar a boca no trombone mesmo e denunciar gordofóbicos! Que nunca mais vocês percam uma saída legal por causa de idiotas assim.
Eu necessito conhecer esse lugar e festa!






Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah