quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Valerie Sagun é conhecida nas redes sociais como "Big Gal Yoga" e já tem mais de 88 mil seguidores no Instagram

Valerie Sagun é de São Francisco, nos Estados Unidos, tem 27 anos e começou a praticar ioga durante a univerisade, há três anos. Logo depois, decidiu compartilhar fotos mostrando as posições da prática e virou febre nas redes sociais. Vestindo manequim 50 ela prova que qualquer um pode virar um iogui.


"Meus fã ficam surpresos quando faço abertura porque sou uma garota grande, mas sou tão flexível quanto uma magra", disse Valerie ao site britânico Closer. "Algumas posições machucam meus punhos porque tenho que sustentar muito peso, mas eu adoro chocolates e almôndegas", brinca.

Sempre usando roupas coloridas e com sorriso aberto, a norte-americana faz posições de ioga que desafia até os mais experientes.

Ela também incentiva a auto-estima dos seguidores: "Todos nós temos questões com o corpo, sendo gordos ou magros, mas é bom tomar um tempo para se olhar e amar como você está agora", diz Valerie em seu site. ela também está em uma campanha virtual para arrecadar fundos para montar o próprio estúdio de ioga.


Ela, claro, defende que qualquer um pode se dar bem como praticante de ioga, independente de peso ou altura. "Apenas quero continuar espalhando amor através da ioga", escreve no Tumblr.

Veja mais fotos da Valerie:

Valerie Sagun também é praticante de acro ioga. 'Acredito que tenho um bom corpo', diz







Publicado aqui



Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Quando o preconceito dança: no Rio, homens são expulsos de boate após ato de gordofobia


A carioca Roberta Fittipaldi foi alvo de preconceito em uma boate da Zona Sul; casa expulsou rapazes que insultaram a jovem. Foto: Arquivo Pessoal













Tem quem diga que gordofobia não existe. Vai nessa, fera... Esta semana,por exemplo, vimos Izabel, a grande vencedora do reality “MasterChef”, ser alvo de piadinhas após sua vitória. Envolvendo, inclusive, seu namorado.

Curioso que o recalque alheio só surgiu depois da vitória da carioca. Menos mal que Izabel reagiu de forma destruidora e bem humorada:


Já na vida real, a gordofobia não tem transmissão ao vivo e, muitas vezes, passa sem ser notada.

Esta semana, durante uma edição da festa Recalcada, na boate Fosfobox, no Rio, uma jovem foi intensamente insultada e provocada por dois rapazes. Em certo momento, os brutamontes chegaram a comentar que a casa deveria colocar uma balança na porta de entrada para regular a frequência. Surreal, né?


Com a situação se tornando insustentável, a segurança da boate foi acionada e os dois foram retirados da festa.




Em uma sociedade em que ainda estamos acostumados com estabelecimentos que expulsam frequentadores por causa de sua orientação sexual, é reconfortante ver um caso em que o alvo a ser exterminado é o preconceito.




Publicado aqui


Nota da GorDivah: Por um mundo com mais estabelecimentos como esse e mais minas empoderadas e com muita vontade de botar a boca no trombone mesmo e denunciar gordofóbicos! Que nunca mais vocês percam uma saída legal por causa de idiotas assim.
Eu necessito conhecer esse lugar e festa!






Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Verdade Nua E Gorda!



Eu me tornei blogueira meio que por acaso e apesar de ter sido quase sem querer, eu hoje não me vejo escrevendo ou produzindo outro tipo de material que não seja pra militar contra a gordofobia, desconstruir preconceitos e abrir a mente principalmente de outras gordas como eu que por acaso ainda tenham a percepção errônea sobre si mesmas, de que não são capazes, não são belas, não são tão boas quanto qualquer outra só por causa dos dígitos em uma balança que não significam rigorosamente nada.

Gordas que não conhecem seus direitos são facilmente oprimidas e com isso sequer buscam ou se interessam por empoderamento e desconstrução de preconceitos. Crescer numa sociedade machista que faz apologia a magreza, anorexia, transtornos de imagem, alimentares e mentais não é fácil pra ninguém. Nossos médicos desconhecem e sequer se interessam em acompanhar estudos estrangeiros que questionam o conceito antiquado que todo gordo é doente, pesquisas e estudos já comprovaram que um gordo ativo é mais saudável que um magro sedentário. Obesidade é uma condição física que pode ou não vir acompanhada de outras doenças, ser gordo não significa rigorosamente ser doente, mas a classe médica e a sociedade tem preguiça de ler sobre estudos assim, afinal, pra que mudar o que tem gerado tanto lucro para empresas farmacêuticas  e do ramo de beleza né? Pra que mostrar pros gordos que é possível ser gordo e saudável? Pra que colocar em risco a mina de ouro que a cirurgia bariátrica se tornou pra muitos cirurgiões e equipes de especialistas que cobram em dinheiro suas consultas e não aceitam plano? Pra que aceitar gordos?



A sociedade tenta a todo e qualquer custo silenciar os gordos que questionam isso e rotula de “apologia à obesidade” movimentos body positive e de ativismo gordo. Uma coisa é estimular o ganho de peso, outra bem diferente é conscientizar gordos de seus direitos e lutar por eles, buscar instruir uma sociedade que nos nega nossos direitos que foram garantidos por lei e batalhar por outros mais.

O discurso biomédico disfarçado de preocupação com nossa saúde não cola mais! E dá vontade até mesmo de rir um discurso que por um lado diz “gordos são doentes” e do outro lado ataca estes mesmos “doentes crônicos”. Como pode sua preocupação ser saúde se você ignora o mal que está fazendo à saúde psicológica, mental, emocional do indivíduo gordo ao oprimi-lo se intrometendo na saúde física dele? Saúde é mais que física, também é mental, emocional, psicológica. Se nós gordos somos “doentes crônicos”, o que você se torna ao torturar psicologicamente doentes crônicos? É cruel e não faz o menor sentido isso! E ninguém questiona ou reflete sobre a incoerência desse tipo de atitude.

A sociedade permite a gordofobia, estimula e fortalece a falsa ideia de que o termo “gorda” deve ser pejorativo quando na verdade é apenas uma palavra que se refere a um aspecto físico de um indivíduo, como cor da pele, cor de cabelos...E mesmo diante disso tudo ainda escutamos que este tipo de militância é nos fazer de vítimas...Temos muito trabalho pela frente, mas eu não em intimido com facilidade e enquanto houver vida em mim, vou lutar para ajudar gordas a vencerem o preconceito que tem em relação a si mesmas e depois vencerem o preconceito dessa sociedade fútil, rasa e preconceituosa!

Ser gorda não é errado, não é contra a lei e não é da conta de ninguém! Ninguém chega pra um careca na rua e fala “Desculpa, mas você já pensou em fazer implante?” Porque isso simplesmente seria o cúmulo! Mas as pessoas se acham no dever de constranger gordos em público, até mesmo no trabalho como se fosse a coisa mais natural do mundo! As pessoas esquecem que opinião e gosto pessoal é uma coisa, ter ódio e repulsa por uma característica física corporal é outra. Ainda que a pessoa odeie gordos com todas as forças isso não dá a essa pessoa o direito de desrespeitar o indivíduo gordo, agredi-lo ou interroga-lo sobre sua saúde! Queremos  e merecemos respeito como qualquer outro cidadão, ser gordo não nos torna incapazes ou inferiores a ninguém. IMC não define saúde de ninguém e muitas vezes aquele gordo que é criticado por magros tem um estilo de vida mais saudável, exames com melhores resultados que muitos magros e antes que questionem o porquê de continuarem gordos, lembre que se ingerimos o mesmo que gastamos, nós simplesmente mantemos o peso e que nem todo mundo consegue ter uma rotina de vida e trabalho que permita alimentar-se de 3 em e horas. E, além disso, muitas pessoas tem N fatores orgânicos que  as fizeram ganhar e manter o peso.  E ainda que a pessoa tivesse ganhado peso intencionalmente, ninguém tem nada a ver com isso! Gordos não precisam de seu aconselhamento médico, nutricional ou o que quer que seja! Até mesmo porque se ele quiser este tipo de apoio ele deverá procurar um profissional de saúde e não uma pessoa que está tentando exercer a medicina ilegalmente, sim, é isso mesmo que você leu, pois ao dar dicas de emagrecimento e questionar sobre a saúde e taxas do gordo você está agindo como se estivesse em uma consulta médica com um paciente!








Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah

terça-feira, 15 de setembro de 2015

YouTube chega ao Rio, e não é no seu computador

Cariocas produtores de vídeos independentes ganharão espaço do YouTube (site de reprodução de vídeos) com equipamentos de ponta para executar suas ideias. O YouTube Space Rio abrirá as portas em 2016 no Armazém 1 do Píer Mauá, na Região Portuária. Em evento no Museu de Arte do Rio (MAR) no dia 9 de setembro, o projeto foi apresentado pelo prefeito Eduardo Paes, pelo presidente da Google Brasil, Fábio Coelho, e pelo diretor internacional e idealizador dos espaços do YouTube Lance Podell.

YouTubers (produtores de vídeos para o YouTube) com mais de 2.500 inscritos em seus canais poderão usar o espaço gratuitamente. Câmeras e microfones de última geração, estúdios e suporte técnico entram no pacote de atrações nos quase 2.500 m² do espaço reservado. A ação trabalha com expectativa  de atrair mais de 12 mil criadores de conteúdo nos primeiros três semestres.

Para Paes, a chegada da empresa reforça o sucesso da reurbanização da Região Portuária. “É um passo muito importante, como foi lá atrás derrubar a Perimetral. O que mais precisamos aqui agora são os empreendimentos privados, porque há um limite para o ativismo do estado. O YouTube vem para consolidar nosso projeto”, comemora.

Presidente do Google Brasil entrega placa comemorativa ao prefeito Eduardo Paes
O YouTube Space também oferece cursos, workshops e apoio educacional para quem quer começar um canal do zero. Hoje, Nova Iorque, Los Angeles, Londres, Berlim, Tóquio e São Paulo têm projetos semelhantes. O próximo a ser inaugurado será em Mumbai, na Índia. Depois, em seguida, desembarca no Rio.

Idealizador do projeto, Lance Podell pesquisou durante dois anos diversos pontos da cidade. A Região Portuária foi escolhida. “Existe uma comunidade criativa muito grande neste País. Já era hora do YouTube Space chegar ao Rio, depois de São Paulo. Assim, o Brasil se junta aos Estados Unidos (EUA) como países onde estamos presentes em mais de uma cidade”, justifica.

O evento de lançamento reuniu YouTubers famosos. Três foram escolhidos para gravar na hora com o prefeito: Manoela Antelho, do canal que leva seu nome; Rafael Procópio, professor do Matemática Rio; e Seth Kugel, jornalista norte-americano do New York Times à frente do Amigo Gringo. Juntas, suas contas somam mais de 200 milhões de visualizações.

Seth Kugel, o Amigo Gringo, entrevista o prefeito Eduardo Paes para vídeo de seu canal
Seth, colunista de viagens, criou canal para dar dicas de Nova Iorque para turistas brasileiros. O Amigo Gringo tem mais de 100 mil inscritos e 3 milhões de visualizações. Ele vem ao Brasil frequentemente, mas quase nunca ao Rio. Com a novidade, quer aumentar as visitas à cidade. “Estou inscrito no YouTube Space de Nova Iorque, mas nunca fui. Agora, vou voltar e correr para lá. Aqui no Rio vai ser fantástico, o lugar escolhido é incrível, no centro da cidade, na Praça Mauá”, avalia.
Clique para conhecer os YouTube Spaces pelo mundo.

Texto e fotos: Bruno Bartholini





Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Gordofobia Na Ginástica Laboral



Impressionante a ignorância de algumas pessoas em ambiente de trabalho com gordos, digo isso porque uma coisa é você ser gordofóbico na sua vida pessoal outra é você ridicularizar gordos em público. Hoje aconteceu algo que me deu tanta raiva e nojo da humanidade que precisei responder por outra pessoa e desabafar escrevendo. Infelizmente eu sou obrigada a conviver e trabalhar todo santo dia com gordofóbicos fúteis, superficiais, extremamente ignorantes, prepotentes e arrogantes.




Pois bem a situação foi a seguinte: durante a ginástica laboral que fazemos, que reúne em média  umas 20 pessoas em média, uma idosa que provavelmente é a pessoa mais rasa que eu conheci até hoje solta no meio de todo mundo a seguinte pergunta pro personal que nos dá aula "por que você dá aula e não emagrece?" E ainda falou mal da nutricionista dela que é gorda......não é a toa que eu simplesmente bloqueei certas pessoas com quem convivo, nas redes sociais....Povo meu sangue ferveu de tal modo que como já estava sem fone eu precisei responder, é simples, se ingerimos mais que gastamos engordamos, ou se ingerimos o mesmo que gastamos simplesmente mantemos o peso....e ela continuou, mas o cara veio e apertou minha mão e deu a explicação pra sem noção ignorante " Eu trabalho em 6 lugares  e pra mim é difícil manter uma rotina e comer de 3 em 3 horas, eu não trabalho como vocês sentados o dia inteiro num local só....." E o restante dos "magros" ficou rindo do que ela falou como se você aceitável e a coisa mais normal do mundo. Que preguiça dessa gente! Que preguiça!!

Como alguém consegue ser tão gordofóbico desse jeito? Constranger alguém assim em público desse jeito? Essas pessoas não pensam não....Aí enquanto ele explicava uma outra solta " ah você deixa cuidar da sua saúde pra cuidar da dos outros......" É muita repetição de discurso biomédico furado para eu aguentar numa manhã de segunda minha gente! Ser gordo é uma coisa, ser sedentário é outra, pelo amor né! Não é porque alguém é gordo que não é saudável, não é porque alguém é gordo que não pode estar em determinada profissão...Quando as pessoas vão deixar o preconceito de lado e simplesmente abraçar  a inteligência?! Quando?!







Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Assentos Especiais Para Gordos Maiores - Conheça e Faça Valer Seus Direitos



LEI ESTADUAL - Nº 5288, de 10 de julho de 2008
OBRIGA OS ESTABELECIMENTOS VOLTADOS AO ENTRETENIMENTO A DISPONIBILIZAR ASSENTOS
LEI Nº 5288, DE 10 DE JULHO DE 2008.

OBRIGA OS ESTABELECIMENTOS VOLTADOS AO ENTRETENIMENTO A DISPONIBILIZAR ASSENTOS ESPECIAIS PARA PESSOAS OBESAS.

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:


Art. 1º Os estabelecimentos voltados para o entretenimento ficam obrigados a disponibilizar assentos especiais para pessoas obesas.

Art. 2° Aplica-se a presente Lei às casas de shows, teatros, casas de cinema e demais estabelecimentos voltados ao entretenimento público, respeitando-se o seguinte quantitativo:

§ 1° Nos estabelecimentos que dispuserem de número superior a 200 (duzentos) assentos, deverão ser disponibilizados 1% (um por cento) de seu total de assentos para fim de cumprimento desta Lei;

§ 2° Nos estabelecimentos que dispuserem de número inferior a 200 (duzentos) assentos, deverão ser disponibilizados, no mínimo, 02 (dois) assentos para fim de cumprimento desta Lei.

Art. 3º Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.
Rio de Janeiro, 10 de julho de 2008.

SÉRGIO CABRAL
Governador

Projeto de Lei nº 2544/2005
Mensagem nº
Autoria: CIDINHA CAMPOS
Data de publicação: 11/07/2008
Data Publ. partes vetadas

Tipo de Revogação Em Vigor




Essa lei vale em todo o Rio de Janeiro, se você foi a algum estabelecimento e observou que lá não tem assento especial para obesos, denuncie à fiscalização do Procon-RJ, disque 151 ou envie um e-mail para cat151@procon.rj.gov.br  onde você será orientado sobre quais medidas devem ser tomadas, podendo ainda efetuar denúncias a fiscalização ou ser encaminhado ao Procon-RJ mais próximo de sua residência para realizar a sua reclamação.  O atendimento é realizado de segunda a sexta feira das 07h às 19h.




Assentos Especiais Para Obesos em Instituições de Ensino

Desde 2010 aqui no Rio de janeiro, todas as instituições de ensino e ainda locais de realização de concursos públicos no Rio de Janeiro são obrigados a ter cadeiras especiais para obesos. Essa é a regra da Lei 5.829/10, publicada no Diário Oficial do Executivo.

De acordo com o texto, os assentos devem ser adquiridos através de normas técnicas do Instituto de
Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (Ipem-RJ).

Segundo a Alerj, o autor da nova regra, o deputado Fernando Gusmão (PCdoB), afirmou que a iniciativa foi motivada pelo constrangimento e desconforto a que são submetidos os estudantes
ou candidatos ao serviço público que são obesos.
Para ele, os assentos adaptados poderão melhorar o desempenho dessas pessoas nas escolas ou durante as provas.




Lei 5829/10 | Lei nº 5829, de 21 de setembro de 2010

TORNA OBRIGATÓRIA A DISPONIBILIDADE DE ASSENTOS PROPORCIONALMENTE ADEQUADOS A OBESOS NA FORMA QUE DETERMINA.Ver tópico (9 documentos)

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1º Ficam obrigados a disponibilizar assentos proporcionalmente adequados para obesos: Ver tópico
- os estabelecimentos de ensino; Ver tópico
II - os locais onde forem realizados concursos; Ver tópico
Art. 2º V E T A D O . Ver tópico
Parágrafo único. Os assentos serão adquiridos conforme norma do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (IPEM-RJ). Ver tópico
Art. 3º O descumprimento desta Lei acarretará multa de 22.132,75 UFIRs-RJ (vinte e duas mil, cento e trinta e duas unidades fiscais de referência do Estado do Rio de Janeiro e setenta e cinco centésimos). Ver tópico
Art. 4º Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação. Ver tópico
Rio de Janeiro, em 21 de setembro de 2010.
SÉRGIO CABRAL
GOVERNADOR
Ficha Técnica Ficha Técnica
Projeto de Lei nº2745-A/2009Mensagem nº
AutoriaFERNANDO GUSMÃO
Data de publicação09/22/2010Data Publ. partes vetadas
Texto da Revogação :
Redação Texto Anterior Redação Texto Anterior Texto da Regulamentação Texto da Regulamentação Leis relacionadas ao Assunto desta Lei Leis relacionadas ao Assunto desta Lei



Nota da GorDivah:  A Lei usa o termo obeso, eu uso o termo gordos maiores pois somos nós que sofremos mais com relação à acessibilidade.
Como não achei online informações sobre como denunciar as instituições de ensino que não atendem o que a lei exige, eu entrei em contato com a ALERJ através do Alô-ALERJ online e devo admitir que fiquei muito surpresa e feliz com a ótima qualidade e presteza no atendimento. Me explicaram que por ser uma lei estadual, se você for denunciar escolas municipais e estaduais a denúncia não pode ser anônima, no caso de instituição particular pelo que entendi pode ser anônima, nos dois casos os canais para fazer sua denúncia são:


- Alô-ALERJ através do telefone 0800 022 000 ou clicando no Alô-ALERJ online no site
Horário de atendimento: de segunda à sexta feira, das 8 às 19 horas

- Secretaria Estadual de Educação ( SEDUC): 21 2380-9055

- Comissão da Educação: 0800 282 1559







Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah

Dia do Gordo: pelo Direito de Ser Quem Eu Quiser!!



Parabéns a todos os gordos que diariamente sofrem preconceito, se espremem para caber nessa sociedade gordofóbica, não se rendem e seguem em frente! Ser quem somos não é errado e ninguém tem nada a ver com as nossas escolhas! Que vocês tenham sempre força e coragem para enfrentar esse mundo em miniatura e nunca mais se calem diante do preconceito. 


A imagem abaixo foi postada nas páginas que administro e um senhor magro não entendeu a proposta resolveu simplesmente tentar nos atacar e silenciar, afinal uma gorda que se ama e resolve despertar outros gordos pro fato que não há nada de errado com eles só pede estar louca e está agindo de modo irresponsável na opinião dessa sociedade gordofóbica....


Vocês não precisam se justificar pra ninguém e não precisamos de procuração de gordos para nos unirmos e soltarmos nossa voz exigindo mais respeito com os indivíduos gordos! O print ilustra claramente o que gordofóbicos incomodados com gordos de atitude fazem todo santo dia: caçam postagens de gordos e inventam motivos pra tentar nos silenciar, se acham superiores por terem porte físico diferente do nosso e  simplesmente não aceitam que estamos nos tornando cada dia mais conscientes dos nossos direitos e espaço na sociedade! Gordofóbicos sempre vão odiar e atacar e tentar desmerecer tudo que fazemos, não vamos conseguir mudar a mente dessa gente ignorante, mas podemos e devemos mudar a nossa!

Desapegue  dos seus preconceitos em relação a si mesmo, jogue fora todo lixo de preconceito que a sociedade te empurrou goela abaixo desde que você se entende por gente! Pare de repetir pra si mesmo as mentiras do padrão de beleza ditado pela mídia, dê um basta na falta de amor próprio e baixa autoestima! Não é errado ser gordo! Não é feio ser gordo! Gordo não é ofensa! Gordo não é xingamento! Gordo não é palavra ruim! Chega de enxergar-se no espelho de modo deturpado! Chega dessa escravidão alimentada pelas revistas femininas e indústria da beleza! Basta! Você é bonita como é e não importa o que a sociedade anorética e bulímica diz!

Liberte-se de seus próprios preconceitos hoje! Pare de se menosprezar e colocar pra baixo por causa de seu peso ou número de manequim, números, dígitos não traduzem seu valor, você é muito mais que dígitos! Com dobrinhas, celulite, estrias, cicatrizes, tatuagens, pintas, sinais ou sardas você é linda e perfeita e única! 

Pelo direito de ser quem eu quiser, inclusive gorda! Que sejamos gordos sim e livres do nosso próprio preconceito e percepção errônea que nosso valor depende de quanto não pesamos. Chega de ser prisioneiro da ditadura da magreza e ouvir calado que não somos bons o bastante! Solte a sua voz! Não se omita da luta contra a gordofobia! Não menospreze os mais gordos que você, pra sociedade não existe gordinho ou gordão, somos todos gordos e estamos no mesmo barco! Precisamos nos unir e lutar pelos nossos direitos e espaço!


Liberte-se do ódio de si mesmo, da baixa autoestima, da ideia errada que você não é bonita, que não é boa o bastante, chega de depender da validação alheia, chega de depender de elogio dos outros pra conseguir se sentir bem consigo mesma, chega de acreditar que a vida só vai começar quando emagrecer, chega!!!

Sua hora de ser feliz e realizada é agora e não importa qual o seu peso! Você é linda independente do photoshop nas capas de revistas, mesmo em cima de corpos talhados com procedimentos estéticos! 

Seja livre de tudo que te oprime e tenta te jogar pra baixo! Dê um basta na opressão hoje e nunca mais aceite ser alvo de gordofobia, solte a sua voz, defenda-se, imponha-se e nunca mais se cale diante de gordofóbicos, ninguém tem o direito de te oprimir ou humilhar por conta de seu porte físico, ninguém!






Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

terça-feira, 1 de setembro de 2015

A Voz


Sabe quando uma voz consegue desencadear um turbilhão de pensamentos e sentimentos em você? E por mais que queira, você não possui controle nenhum sobre isso? Bem.... acabei de ouvir agorinha uma voz que faz isso comigo e é incrível que por mais que o tempo passe, certas coisas ficam e ainda mexem com a gente....

O jeito é ir dormir e deixar o recado abaixo...







Volto em outubro!





Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah