quarta-feira, 29 de julho de 2015

Revista de corrida gera debate sobre forma física com modelo plus size na capa

Iniciativa foi elogiada nas redes socias; especialista diz que mulheres sem 'abdomens sarados' poderão ser incentivadas a se exercitar

Capa da revista foi elogiada nas redes sociaisBBC/Women´s Running 

A capa da edição de agosto da revista esportiva Women's Running com a modelo plus size Erica Schenk gerou um debate sobre a noção de comportamento "atlético".

A imagem é uma ruptura no histórico da revista, que geralmente exibe modelos com corpos malhados que representam uma meta "aspiracional."

A especialista em imagem do corpo Harriet Brown, autora de Body of Truth (Corpo da Verdade, em tradução literal) e Brave Girl Eating (Garota Corajosa Comendo), disse que a foto da modelo, de 18 anos, envia uma mensagem diferente.

"Essa capa dará força e lembrará muitas mulheres que elas não têm que ser esbeltas com abdomens sarados para fazer alguma coisa positiva para a saúde e bem-estar", disse Brown.

A reação positiva nas mídias sociais reafirma esta posição. No Twitter, usershookie326 escreveu: "Quase chorei quando vi uma menina forte como eu NA CAPA. Obrigada @womensrunning."

Outra usuária escreveu: "@womensrunning me faz pensar se eu posso correr...? Talvez seja tempo de parar de se preocupar com o que os outros pensam e fazer isso?".
Segundo Brown, a publicação da imagem de uma modelo plus size pode inspirar outras mulheres a se exercitarem e, mesmo se a perda de peso não acontecer, trata-se de um efeito positivo.
"Há uma tonelada de evidências de que a atividade física é boa, não importa qual o seu peso, e se isso gera perda de peso ou não. Se realmente nos importamos com a saúde das pessoas, temos que incentivar as pessoas de todos os tamanhos a ser ativas."
A editora-chefe da revista, Jessica Sebor, reforçou essa mensagem em entrevista ao programa Today, da rede de TV americana NBC.
"Há um estereótipo de que todas as corredoras são magras e este não é o caso", disse.
"Corredores existem em todas as formas e tamanhos. Você pode ir à linha de chegada de qualquer corrida, de 5 km a uma maratona, e ver isso. Era importante para a gente celebrar isso."
Publicado aqui



NOTA: Você deve fazer o que quiser e bem entender com seu corpo e ninguém tem nada com isso, mas que eu achei muito interessante eles terem sambado na cara do povo gordofóbico que acha que gordo não é capaz de fazer nada, eu achei e muito! Atividade física é ótimo pra desestressar, fortalecer o coração e pulmões e relaxa pois nos leva a produzir endorfinas e protege a saúde quando realizada de modo equilibrado com acompanhamento profissional. Você não deve  fazer uma atividade física porque odeia o seu corpo, mas sim porque o ama, mas, isso se você quiser fazer, se for uma escolha sua e não uma imposição dessa sociedade ditatorial.
E vocês o que acharam?





Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah