terça-feira, 7 de julho de 2015

Bruce Dickinson: vencer o câncer foi um "aprendizado de vida"

Falando ao BANG Showbiz no 02 Silver Clef Awards em Londres, o vocalista de 56 anos de idade explicou:

¨Quando fiquei sabendo só pensava em levar a vida adiante, e parar de desperdiçar o tempo. Hoje tenho menos tempo para pessoas que desperdiçam meu tempo. Não que eu seja impaciente, apenas hoje penso que há coisas de fato que são mais importantes. Na verdade, não houve nenhuma mudança tão grande. Não tive nenhuma grande experiência religiosa por causa disto¨.



Embora insista que não tenha passado por nenhuma ¨experiência religiosa¨, Bruce admite que hoje é um homem diferente como resultado da doença e quer fazer o melhor de si no tempo qe lhe resta.

¨O lance de sobreviver a alguém lhe dizendo que você tem 60/40 por cento de chance - na verdade eles disseram que as chances eram boas, fui no google e descobri que isto significava 60/40 por cento. Daí o resultado da biópsia mostrou que as estatísticas eram de 80/20, eu pensei, ´bem, está ainda melhor´. Então conclui que deveria seguir em frente pois só havia duas possibilidades, não valia a pena ficar pensando sobre aquilo pois é assim que é¨.

¨O que posso dizer é que o tratamento foi fantástico, os profissionais e médicos (na Inglaterra) são inacreditáveis¨.

Publicado aqui

Nota da blogueira: Quem me acompanha sabe que tive câncer e sobrevivi e que também sou louca por este cara. E agora mais do  que nunca me identifico com ele, pois é assim que me sinto também, é preciso levar a vida adiante e parar de perder tempo com quem apenas desperdiça nosso precioso tempo.

Não tenho mais tempo para joguinhos imaturos de sedução, conquistadores de plantão, homens frouxos, moleques e quem não sabe o que quer da vida. Eu não sei quanto tempo em resta, se meses ou anos, décadas, mas sei que desejo fazer o melhor e viver da melhor maneira possível até o fim.

Eu quero tudo e quero agora, por inteiro, não pela metade ou em partes. Se você não sabe o que quer, quem quer, não desperdice meu precioso tempo. E não reclame quando eu sair pela porta, pois é assim que eu sou agora: ou tenho por inteiro ou não tenho nada!
Ou você sai ou entra, ficar parado na porta é que não dá né!






Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah