terça-feira, 21 de abril de 2015

Você Tem Sido Generosa Consigo Mesma?



Por tudo que vi, vivi e aprendi por aí, acredito que a verdadeira generosidade é algo difícil mesmo de cultivar para si e para presentear os outros. Me assusta a forma como todos só querem tirar proveito de tudo, povo pratica pequenas corrupções, não tem ética no dia a dia e depois vai criticar os políticos da mesma coisa...As pessoas só querem e só pensam em si no geral e tem tempo que me pergunto porque vemos tantas pessoas assim. Em grandes catástrofes alguns são capazes de estender a mão enquanto outros usam as mãos para saquear, roubar quem já perdeu quase tudo. Isso me assusta.

Me assusta quando sinto dificuldade em ser generosa, principalmente com alguém que foi injusto ou me machucou, não deveria ser assim, mas às vezes é, e muito...Sabe enquanto dizemos sim, sim e sim e engolimos e abaixamos a cabeça pra todos, fica tudo bem, agora quando falamos "NÃO", é chuva de seta, chuva de exclamação e birra pra todo lado. Por isso aprendi algo muito importante este ano, não é apenas dando ou tirando poder que conhecemos as pessoas, mas quando trocamos o sim pelo não. Diga não para uma pessoa e poderá conhecer um pouco mais sobre ela do que dizendo sim e sim e sim e concordando com tudo. Na negativa podemos ver se há compaixão, companheirismo, compreensão ou egoísmo e preocupação apenas com seus próprios desejos.


Mas antes de ser generoso com os outros seja generosa e compassiva consigo mesma, pare de odiar tanto e criticar tanto a imagem de seu corpo no espelho. Da próxima vez que você se olhar no espelho esvazie sua mente da opinião do mundo e toque seu corpo, olhe para ele como se estivesse enxergando pela primeira vez, tome um banho de spa em casa, passe hidratante no corpo todo, ou óleo de banho no chuveiro, cuide de seu corpo com amor e generosidade e compaixão, ele é o único que você tem e a vida é muita curta para perder tanto tempo se odiando, não é mesmo?

Se você fosse cega e estivesse enxergando seu corpo pela primeira vez, você iria odiá-lo como o odeia hoje? Você veria ainda os defeitos que só você vê? Você sofreria tanto? Teria tanta vergonha? Ou ficaria feliz por enfim ver o seu corpo? Pois é, lamento informar que até hoje você estava cega com a venda do preconceito da sociedade e não tinha uma imagem corporal positiva, mas hoje pode ser o dia em que enfim, você aprenderá a se enxergar com os próprios olhos. Basta decidir e dar o primeiro passo: tire essa venda que te colocaram desde que nasceu!

" O maior preconceito que precisamos vencer é o nosso em relação a nós mesmos" 

Claudia Rocha GorDivah




Beijões Queen Size,

Claudia Rocha GorDivah