terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Contra os padrões fitness, vídeo mostra mulheres “reais” praticando esporte

Campanha britânica batizada de “This Girl Can” (essa garota pode) incentiva mulheres a superar a barreira do julgamento e a se dedicarem a práticas esportivas independente de seu corpo e peso.

"THIS GIRL CAN" (FOTO: REPRODUÇÃO YOUTUBE)
Basta dispensar poucos minutos no Instagram para se deparar com, no mínimo, uma mulher supersarada praticando exercícios na academia ou ao ar livre – sem uma única gota de suor. A onda fitness tomou conta das redes de maneira glamourizada nos últimos anos com blogueiras ultradedicadas e silhuetas esculpidas por treinos incessantes.
Para fugir, então, do estereótipo de que só as saradas são capazes de se dar bem nos esportes, a Sport England, órgão ligado ao Ministério de Cultura, Mídia e Esporte da Inglaterra, criou uma campanha empoderadora batizada de “This Girl Can”(essa garota pode).

Em um minuto e meio de vídeo, eles celebram mulheres reais nadando, dançando, correndo e lutando independente de seus corpos e de o quão suada elas estejam.

Elas estão aqui para nos inspirar a mexer, balançar, movimentar e provar que o julgamento é uma barreira que pode ser superada”, diz os responsáveis pela campanha na descrição do vídeo.

A ideia é falar diretamente com meninas e mulheres que não se dedicam a nenhum tipo de atividade física, seja ela uma aula de Zumba ou uma caminhada pelo bairro.
DANÇAR, CORRER, NADAR... TODAS PODEM! (FOTO: REPRODUÇÃO YOUTUBE)
Em entrevista ao The Huffington Post, Tanya Joseph, diretora executiva da campanha, disse que ao contrário da diferença salarial entre gêneros, a prática de exercícios é uma área na qual as mulheres não estão sendo deixadas para trás, mas estão ativamente escolhendo não participar dela. “Fizemos diversas pesquisas e o motivo era só um: o medo do julgamento”, contou.

Por isso, o vídeo não mostra as famosas blogueiras fitness, mas uma série de mulheres comuns, que saem às ruas e vão à academia sem receio algum. “Você vai ver celulite – sem nenhuma idealização ou visão estilizada”, acrescenta.

Suando feito um porco, se sentindo uma raposa”, diz uma das participantes nos cartazes promocionais. Inspire-se!

Publicado aqui





Beijões Queen Size,