segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Resgatando a Autoestima


Recebo muitas mensagens por inbox de mulheres que não conseguem mais se cuidar, se sentir maravilhosas, pedindo  ajuda, então resolvi  escrever sobre isto, curtidora da página,este post é pra você viu.


Eu nem sempre me amei e achei bonita muito pelo contrário. Me achava feia, me odiava e nem me olhava direito no espelho pra falar a verdade. E pra piorar vivia cercada por preconceituosos que me chamavam de nomes como: saco de merda, balão branco, bolo fofo, rolha de poço, bruxa gorda, irmã do João Gordo, peso pesado...enfim era tanto amor que me fazia por muitas vezes me fechar no quarto e chorar escondido, sozinha. Eu fechava a porta e sentava na janela do quinto andar e ficava olhando pra rua, pro céu mudando de cor conforme as horas passavam e para as pessoas que iam e vinham. E me perguntava por que me odiavam tanto por eu ser gorda. Por que era tão difícil me aceitar só porque eu era gorda e curtia rock and roll e não funk.

Acho que foi nessa época que tomei gosto pelo silêncio, solidão e portas fechadas. Me rebelei contra o romantismo e as idéias de felicidade enlatada. Comecei uma viagem para dentro de mim mesma, como uma capitã pirata rumando ao horizonte com uma tripulação fantasma. Sobrevivendo às tempestades e seguindo rumo ao horizonte sem me importar mais com o que ficou no último porto. E devo admitir que parar tudo e me afastar um pouco para entrar em contato comigo mesma foi essencial para conseguir reconstruir minha autoestima, meu amor próprio e redescobrir meu valor. Acredito que este seja o primeiro passo, conhecer a si mesma, se reconhecer. Pois como você vai reconhecer algo que não conhece?

A partir daí acredito que o passo seguinte seja refletir sobre quem é e quem pretende ser. E nesta etapa é crucial não retroceder, mas reunir todas as suas forças e focar no seu objetivo. Se considera pessimista? Combata isso! E não desanime se falhar algumas vezes. Comprometa-se consigo mesma a ir até o fim. E mantenha a boca fechada sobre isto, pois nem todo mundo entenderá e te apoiará nisso. Além de focar no que pretende melhorar, saiba reconhecer seus pontos fortes e apreciá-los. Celebre tudo que há de melhor em você. 

A próxima etapa é a faxina. Hora de arregaçar as mangas e se livrar de todo lixo interior e exterior. Se livrar da imagem negativa que tem do próprio corpo. Zunir para bem longe o preconceito.Descartar situações que te fazem mal, se afastar de pessoas que te atrapalham e se for o caso terminar relacionamentos, de qualquer natureza, que te deixam pra baixo. É melhor ficar sozinha e triste um tempinho do que viver o resto da vida com quem te faz infeliz e atrasa sua vida. Às vezes, se afastar de certas pessoas é tudo que você precisa para sua vida dar uma guinada.


Feito isso é hora de cuidar ainda melhor de você! Pinte seu cabelo daquela cor que sempre quis, mas nunca teve coragem.Dê uma repaginada no visual. Faça aquele corte que namora há tempos. Faça um dia de spa de beleza, nem que seja em casa mesmo. Parece besteira, mas cuidar do seu corpo com carinho e cuidado faz maravilhas pela sua autoestima. Cuide melhor do seu corpo, se alimente melhor, comece uma atividade física, reserve um tempinho para fazer o que mais gosta, encontre mais com os amigos. Invista mais em você e seus sonhos!

E por fim entenda que a beleza não é medida em quilos! A beleza real é o conjunto do seu eu interior e exterior e sua maneira de se relacionar com os outros. Perca o medo do espelho e aprenda a admirar sua nudez. Não tenha vergonha do seu corpo ou alguma parte dele. Toque, sinta, explore seu corpo. Faça amor de dia, de noite com a luz acesa, vista uma lingerie sexy e saiba que é linda. Alimente seu amor próprio diariamente, bem como sua confiança em si mesma. Se a rejeição bater na sua porta, lembre que nem todos sabem reconhecer uma obra de arte e que você é uma! Os maiores artistas só foram e tiveram seus trabalhos reconhecidos após sua morte ou longe de sua terra natal. Você é um diamante, mas sempre haverá aquele que prefere se cortar com vidro.

Trabalhe nisto todo dia e quando menos esperar terá se tornado uma mulher confiante, consciente de quem é e do que tem a oferecer. E nunca dependa da validação alheia para lembrar quem realmente é. A opinião  dos outros não define quem você é de verdade. Se valorize, não aceite migalhas ou coisas pela metade. Seja inteira!