sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Hades

Ilustração de Perséfone e Hades


Saudade fofíssimos! Desculpem pela ausência, mas estava recuperando minha inspiração... Eu não sou de acompanhar novelas, mas isso não me tornou imune à história da personagem vivida pela Fabiana Karla. E entendo a indignação de todo mundo que está criticando o autor da novela, mas, pelo que andei lendo e ouvindo acredito que acabaram esquecendo que os estereótipos mostram exatamente como a sociedade vê determinados grupos. É certo criar pré-conceitos, opiniões superficiais sem a mínima intenção de conhecer de perto e melhor o objeto alvo da aversão? Não, mas é o que a sociedade sempre fez e faz até hoje.

 Sei que muitos de vocês que estão lendo mesmo sendo gordinhos não sofreram com isso, mas eu cansei de vivenciar momentos toscos como alguns retratados em vários filmes, novelas, seriados, etc...não estou defendendo o autor, mas, acredito ser extremamente relevante mantermos em mente que o que mais tem por aí é preconceito contra gordas. Vocês já repararam quantas vezes as pessoas falam que engordar é ficar feio? Como isso é usado para vender milhões de produtos? Quanta gente vem nos alertar sobre nosso peso e estilo de vida que acham que levamos? 

Fora as meninas que se sujeitam a ficar com os caras escondido porque eles não tem coragem de ficar, namorar uma gordinha em público. Infelizmente isso existe, mas se fosse retratado em novela, todo mundo cairia de pau e pedra em cima....mas o que me pergunto é, o que vocês fazem para ajudar as pessoas que se enquadram no estereótipo? No mundo Plus o que mais vejo é gordinha falando das outras que são maiores com desdém, "eu sou gordinha, mas ela, ela é obesa".....mas quando isso é levado para TV...aí a coisa muda de figura. Ganha outra dimensão...como se o que passa na novela não existisse, só que existe! E é fomentado por muitas que estão criticando o cara que escreve a novela. Acho uma gracinha isso!

Qual gordinha nunca gostou de um babaca que não a assumia ou de um Hades (deus grego do mundo subterrâneo) da vida? Eu já até me declarei por carta e fui humilhada ridicularizada pelo grupo de amigos que me dizia, se você emagrecer ele fica com você, ah vá catar coquinhos em pé de alface! Se ele não me quer porque sou gorda, sou eu que não quero ele! O irônico é que o cara que não me quis gordinha, só quando eu emagrecei, acabou ficando tão gordo quanto eu kkkkkk....

Enfim, sou meio suspeita pois não sou noveleira, não vi e não estou com vontade de assistir ainda, mas, acho que o povo poderia esperar mais um pouquinho, ver qual é a proposta do cara com a personagem e talz....e aproveitar essa mobilização toda também para lutar pelos nossos direitos que são ignorados pela sociedade magra...como assento preferencial, direito a não passar pela roleta, assentos especiais em locais públicos, locais de realização de provas para concursos, instituições de ensino, etc....





Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

Trilha Sonora by GorDivah - Metallica


Para começar bem a sexta....METALLICA!!

Bom fim de semana fofíssimas!


quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Quando o Amor Te Dá Uma Segunda Chance

Eu amo conhecer histórias de amor e essa abaixo é mais uma que me emocionou muito...espero que gostem.

Ele era novo na cidade, no colégio, ela era a louca, bruxa, metaleira (só porque gostava de rock pesado, caveiras, esmalte preto quando nada disso era moda) e totalmente desencanada. Eles queriam a mesma carreira e tinham os mesmos amigos no colégio, passavam boa parte do pouco tempo livre rindo muito de si mesmos. Ela o achava encantador, mas não queria saber de mais ninguém em sua vida tão cedo. Ele começou um rolo com outra gordinha que não era da turma deles. Ela viu que realmente aquele carinha era o máximo e pensou: como tem sorte aquela gordinha....

Eles não foram classificados na faculdade que queriam, saíram do colégio mas, continuaram tentando muito, foram estudar em locais diferentes, a amizade continuou a distância. Conversavam muito pelo telefone e se encontravam de vez em quando em alguns aulões e raríssimos encontros com os antigos amigos do colégio.

O tempo passou, ela terminou com o namorado e decidiu emagrecer, se isolou durante 9 meses e queimou 40 quilos....eles se reencontraram, os outros carinhas começaram a paquerá-la quando a viram magra, mas ele a tratou com o mesmo carinho e respeito de sempre. Ela achou estranho, mas admirou a postura dele e acabou pensando, realmente ele nunca teve interesse em mim.

Para variar um pouco ela se enrolou com o cara errado, um cara que não queria compromisso com ninguém enquanto ele tinha uma história mal resolvida na cidade natal dele....pra variar ela sempre se envolvia com o cara errado e ele sempre a escutava pacientemente e aconselhava...e ela era a confidente dele.

Um dia eles conversaram sobre como seria um relacionamento ideal e chegaram a conclusão que o melhor relacionamento é aquele que começa entre amigos. E acabou rolando um beijo, só que o cara com quem ela estava enrolada e que saía com outras garotas, chegaria em minutos para encontrar com ela......

Um tempo depois eles se reencontraram em um aulão e ele se comportou estranho, a maltratou na frente do outros...depois rolou um papo sobre a tal gordinha com quem ele tinha ficado antes e ele deu a entender pra ela que não tinha continuado porque ela era gordinha, isso depois de ela insistir muito pra saber o que tinha rolado.....ela ficou desapontada, desolada e decidiu ficar na dela, não ficar mais com ele e simplesmente se afastar até a poeira baixar, só que ela não se aproximou de novo, ele ligou, e ligou, mas ela simplesmente não conseguiu lidar com isso e resolveu sumir da vida dele. Por fora ela estava magra, mas o coração dela ainda era de gordinha, ela pensou, ele é como os outros...

Muitos anos passaram e eles se reencontraram de modo bizarro, ela foi lavar as mãos na pia do CTI, onde um cara estava parado de costas, de máscara e  touca, o estranho disse: - Olha isso aí é sabão, não é álcool gel não.
Ela: - Eu sei, eu vou lavar a mão.
Ele: Oi, tudo bem? E disse o nome dela, disse onde tinham estudado e perguntou se ela não lembrava dele não...
Ela: Pensava apenas, putz ele está me vendo mais gorda do que antes, como me reconheceu assim de lado e tão rápido? E respondeu claro, e disse o nome dele, explicou o que estava fazendo ali e atônita não conseguiu falar para ele o mais importante, que ela estava morrendo....disse apenas que não tinha seguido aquela outra carreira, e como estava sem celular disse poxa estou sem celular, nem tenho como pegar seu número, ela nem pensou em pedir a alguém um papel para anotar, ela estava sem chão e não estava raciocinando direito. Ele perguntou mais coisas, mas ela não conseguiu responder muita coisa. Ela disse pra ele procura-la no facebook, mas, não contou que ela o havia procurado várias vezes sem sucesso. Não falaram sobre estado civil....
Ele disse: Eu estou aqui todos os dias...

Ela seguiu o rumo dela e nunca mais pisou no CTI, pois quem ela estava visitando teve alta. Duas semanas e meia passaram e nada dele no face, ela pensou, pensou, lutou consigo mesma e decidiu enviar flores para ele com uma cartinha, teve medo, mas pensou eu estou morrendo, tenho pouco tempo, é o mínimo que posso fazer para me desculpar pela maneira como sumi da vida dele. Preciso enterrar a covardia antes da minha partida, preciso ser forte e corajosa como jamais fui. Mas pensava, e se nos reaproximarmos, eu não tenho o direito de entrar na vida de ninguém, eu estou morrendo....e mesmo assim ela escolheu enviar um vaso com flores plantadas, pois assim, após a morte dela, as flores poderiam continuar ali como uma lembrança dela.

Para os chineses, os lírios simbolizam amor eterno, para, ela amizade é um Amor Eterno

Ela escolheu o tipo de flores online e começou a escrever a carta, pediu desculpas pela maneira como desapareceu, que ela nunca teria que reconhecê-lo, pois como reconhecer alguém que ela nunca esqueceu, explicou sua delicada saúde, informou e-mail, facebook, celular caso ele quisesse entrar em contato. Foi até a loja pessoalmente, pois não queria enviar uma carta fria impressa, ela queria colocar o máximo dela em tudo, um pedacinho dela, carinho em cada etapa. Chegou o dia da entrega, terminou o dia da entrega e nenhuma resposta, contato dele, passou o dia seguinte e nada......ela ligou 3 vezes para confirmar que haviam feito a entrega no trabalho dele.....e confirmaram que a entrega havia sido feita....ela ficou super arrasada, quis chorar, mas não tinha mais lágrimas, poxa nem agradecer ele agradeceu, ela pensava. Respirou fundo e disse para si mesma, estou feliz pois venci meus medos, aprendi a ser feliz e corajosa, fiz o que deveria ter feito e se eu morrer agora vou em paz. E não me arrependo, teria escrito tudo de novo e enviado novamente as flores. Por mais que de novo eu tenha sentido que nenhum homem é diferente, eles não respeitam nossos sentimentos, mas ainda assim devemos aproveitar a oportunidade que a vida nos oferece, pois pode ser nossa última chance, nosso derradeiro adeus.



Olha, quando eu crescer eu quero ser metade do que essa mulher corajosa é...eu chorei com essa história, com a música que a faz lembrar dele... E até agora o final não mudou, mas eu estou torcendo muito para que o desfecho seja diferente deste silêncio. Se o final for diferente talvez eu comece a pensar que algum homem preste, tenha caráter, seja capaz de ser  leal e fiel.....



Saudações Metallicas,

GorDivah








Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

BILHETE ÚNICO ESPECIAL - GORDOS MAIORES E O PRECONCEITO



Como obter o bilhete único especial em SP?


Compareça a um dos 17 Postos de Atendimento a Passageiros Especiais da SPTrans, de 2ª a 6ª, das 8h às 16h, com seu RG e comprovante de endereço com CEP.
Ao obeso é permitido o embarque e desembarque dos ônibus urbanos pela porta dianteira, mediante o pagamento da tarifa e a apresentação do Bilhete Único Especial ao motorista, conforme previsto na Lei nº 11.840 de 28/06/95.
Para obter o Bilhete Único Especial - Obeso, deverão ser apresentados os documentos pessoais obrigatórios. Terá direito ao benefício a pessoa cujo IMC - Índice de Massa Corporal (calculado com a divisão do peso pela altura ao quadrado) for superior a 39,9, comprovado pelos atendentes dos Postos de Atendimento. Não há necessidade de apresentação do laudo médico.


Eu só fico imaginando a cena, o obeso ainda vai ter que subir numa balança na frente de um bando de gente pra provar que é obeso? Ah, mas não precisa de laudo médico.....é bacana a inciativa de sampa, mas pera lá né.

Foto tirada em trem da  SuperVia

Aqui no Rio não me deixaram usar o acesso especial para embarque, acho que não me acharam TÃO obesa kkkkkk............aqui temos em alguns ônibus e em raríssimos trens assentos preferenciais, até hoje só vi em um, só que a população não-obesa desrespeita e ainda se sente indignada por termos este espaço e por usarmos e exercermos nosso direito! 
Não quer sentir o aconchego de um gordinho, não senta no nosso banquinho amarelo oras!! O ônibus pode estar vazio, mas todo mundo adora nosso banquinho....fora o sufoco para sair do banco quando estamos do lado da janela. Eu peço educadamente, delicadamente, com licença? Aí a pessoa só gira levemente o ombrinho ossudo.....Então eu dou meu melhor sorriso e digo:
-Olha eu sou MUITO GORDA, eu não passo nesse espaço....você poderia levantar por favor?
Aí a pessoa fica sem graça e acaba levantando, mas, eu fico pensando e quem não lida bem com isso, se ama e se assume como eu? A sociedade reclama reclama dos políticos, mas numa boa, tem muitos por aí que são piores do que os políticos, que impedem outros de usufruírem de direitos garantidos por lei, pessoas que praticam o preconceito diariamente...depois vem me falar de corrupção, que ninguém defende nossos direitos...A você sociedade doente e nojenta eu digo: ACORDA!!! Deixa essa hipocrisia de lado!!! Vocês colocaram lá pessoas como você: egoístas, corruptas, sem ética e noção de valores! Antes de reclamar veja se você tem respeitado o direito alheio, se você tem usurpado o direito de alguém.
Tenho muitas histórias de transporte público, mas uma das últimas foi demais, o cara magro, mas com uma enorme barriga de chope com uma bolsa de academia parado nas escadas de saída, só que o ônibus estava meio vazio, de manhã, e eu ia descer no ponto perto do trabalho. Pedi licença e o cara falou: - Ué você não consegue passar aí? 
Nisso eu imaginei, ou esse cara quer que eu sarre ele ou acha que sou gato....Falei: Não eu não consigo passar nesse espaço...pode sair POR FAVOR?
O motorista arranca e eu grito, peraêeeeee...eu vou descer...aí lancei meu olhar semi-cerrado "ou sai ou eu te empurro fofo!" e então o digníssimo senhor saiu e me deixou descer.....isso não estragou meu dia, me fez rir, mas me diz uma coisa, só porque eu sou gorda o mundo pode me tratar com esse descaso? Claro que não!! Não se calem diante de situações como estas no cotidiano, não deixem isso estragar o dia de vocês e mais importante, quando o mundinho Plus Size  vai levantar de fato a bandeira do movimento?! 
A gente não quer só Evento! Queremos lutar por nossos direitos!! Eu não quero ser modelo Plus Size! Eu não quero só roupas que me vistam bem. Eu quero respeito! Eu quero meu espaço  e que meus direitos sejam respeitados! Eu sou uma cidadã como outra qualquer, eu pago meus impostos e honro minhas obrigações. E o meu tamanho não concede a ninguém o direito de se meter na minha vida! Se eu quiser dicas de nutrição eu vou procurar um profissional para isso. Se eu quiser emagrecer vou buscar ajuda e orientação médica. Cortem esse papinho de "me preocupo com sua qualidade de vida". Ah vá plantar batatas.....
Enfim, faço um apelo às Musas, Rainhas, Garotas, Gurias, Princesas, Cantoras, Atrizes, Jornalistas, Misses, Modelos e Blogueiros reconhecidos: façam algo além do que já fizeram, levantem a bandeira pela luta de nossos direitos, não apenas no mundo da moda, mas na sociedade! E também me dirijo aos amigos obesos, não aceitem ser tratados de qualquer jeito! Preconceito é crime! Exija seu espaço! Exija seus direitos! Você não é inferior a ninguém por causa do seu peso. Ninguém tem o direito de te desmerecer, constranger, ridicularizar, humilhar, assediar moralmente. Vamos dar um BASTA nisso!!
E para dar um basta nessa sociedade superficial precisamos acabar com a hipocrisia que existe nesse mundinho XGG, onde GG despreza XXGG. Pra sociedade lá fora GORDO, GORDINHO ou GORDÃO é a mesma coisa! Não faça com outros fofinhos o que você odeia que façam com você. Não ache que é melhor porque emagreceu ou porque é mais leve, porque você não é! Caia na real e pare com isso!
E por falar em respeito, para quebrar um pouco o meu tom meio GRrrrrrr! Woof-woof!, segue abaixo a Diva Aretha Franklin, com RESPECT!



Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

terça-feira, 28 de outubro de 2014

O Ministério da Saúde Adverte: Cirurgia Bariátrica Não é Milagre

Eu já não aguento mais esse comportamento dos médicos, se você tiver sobrepeso, for gordinha ou obesa como eu, lá vem a frase: - Errr...você já considerou se submeter a uma cirurgia bariátrica?
Minha paciência tá esgotando com isso, eu já ODEIO ir ao médico, e com esse discursinho superficial de sempre eu vou acabar me estressando com um....

Fofíssimos, eu não tenho nada contra quem fez, vai fazer, até mesmo porque uma pessoa da minha família irá se submeter a uma nesta quarta-feira; a minha bronca é com a banalização da cirurgia. Alguns médicos saem indicando sem nem fazer anamnese do paciente. Está acima do peso? Faca nele!!!!

Eu li uma notícia um tempinho atrás sobre a atriz Solange Couto que dizia o seguinte: Atriz se submente a cirurgia na vesícula e aproveita para fazer redução de estômago.....hein??? Como assim, quem acreditou nisso? Cirurgia de estômago não é assim não, mesmo o mais irresponsável e descuidado dos médicos passa uma dietinha antes e uma penca de exames....

A cirurgia é indicada quando a pessoa possui obesidade mórbida ou alguma doença associada a obesidade ou já fez acompanhamento por 2 (DOIS) anos com nutricionista e endocrinologista, sem perder peso, fazendo DIETA E EXERCÍCIOS. Só que na prática, os médicos não se prendem muito no detalhe dos dois anos de tratamento e nisso muitos incautos seguem para o centro cirúrgico.

O paciente irá precisar de acompanhamento médico e psicológico pro resto da vida! Com muitas limitações e riscos, pois o estômago é reduzido e durante 2 anos, você não sente muita fome, só que depois desse período o organismo  faz uma compensação e volta a produzir os hormônios que eram produzidos na região que foi extraída, aí amigo, sua fome será igual a antes de operar.....

Ao meu ver os médicos deveriam estar mais preocupados com a saúde não apenas física, mas psicológica do gordinho, pois muitos em desespero, pesquisam e mentem na avaliação psicológica, tudo pelo sonho de ser magro....E a cirurgia não é milagre não! É punk você sair de uma alimentação desregrada para líquida, do dia pra noite, poucos dias antes da cirurgia....a mente sente o baque. Quem nunca passou por isso provavelmente irá subestimar essa experiência horrorosa, por isso lanço o desafio, experimente ficar 4 dias só bebendo líquidos não gordurosos e sem açúcar e depois leia o post de novo....

Não estou fazendo apologia a obesidade, nem levantando ancinhos e tochas contra os cirurgiões que fazem este tipo de procedimento, só estou expressando MINHA opinião e preocupação com a banalização disto, como se fosse um passe de mágica.

Eu defendo o fim do sedentarismo, meu amor pela ZUMBA fala por mim nisto(veja a página Aulas: Zumba e Jump), e o direito de escolher ser quem você quiser e acima de tudo o direito de ser feliz, quer seja gastroplastizada ou não!! Se você optou por passar por esta metamorfose, vá em frente, mas procure conversar com outras pessoas que já realizaram o procedimento com o seu cirurgião e com outros, pesquise sobre as técnicas disponíveis, sobre o pré e pós operatório. Pesquise quais alimentos você poderá ingerir e como, converse muito com a equipe médica, tire todas as duvidas, peça receitas para a nutricionista e não opere se estiver insegura.

E saiba que tudo o que você não faz hoje porque acha que não tem força, você será obrigada a fazer depois da cirurgia. Comer saudável, sem gordura, sem açúcar com atividade física em média a partir do 15º dia, e nem adianta a história de até lá eu já emagreci, porque você não terá emagrecido 30 kg em 15 dias.....Quer emagrecer? Não procure o caminho mais fácil, o caminho das águas, busque o caminho que te trará saúde e em consequência emagrecimento, se este é seu objetivo, sem nóias ou distúrbios psicológicos. E se você consegue mexer os braços ou as pernas ou ainda que seja um Joseph Klimber, você poderá se jogar como um peso de papel de uma lado para o outro.....

Espero que não me entendam mal, não sou contra a cirurgia, me preocupo apenas com a banalização e postura de alguns médicos que não explicam direito os prós e contras de uma cirurgia que mudará na marra o hábito alimentar de uma pessoa, pois se comer ou beber  o que não é recomendado pode entrar em coma ou até mesmo morrer.

Por fim, busque o que te fará feliz e realizada e independente de sua decisão, largue o sedentarismo e MEXA-SE!!!






Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

I Wanna Be Sedated - Ramones - Trilha Sonora By GorDivah


Você já viveu uma semana em que parecia estar vivendo um dos seus clipes preferidos...pois é, minha semana está meio assim, como esse clipe rsrs....

Hey!
Ho!






Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,


segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Trilha Sonora by GorDivah - Yael Naim - New Soul





Eu amo música e muitas vezes, quando não consigo ordenar meus pensamentos e sentimentos, recorro a canções que me inspiram para ajudar os pensamentos a fluírem melhor, esquecer as dores e afinar sentimentos. A música de hoje é de uma cantora e compositora franco-israelense que apresenta uma doce alquimia em forma de música.


New Soul - Tradução
Yael Naim

Alma Nova


Eu sou uma alma nova,
eu vim até esse mundo estranho, 
esperando
Que eu pudesse aprender um pouco sobre dar e receber
Mas desde que eu vim para cá, senti a alegria e medo
Percebo que estou cometendo todos os erros possíveis.

la-la-la-la-la-la-la-la...

Eu sou uma alma jovem nesse mundo tão estranho
Esperando que eu pudesse aprender o que é verdadeiro e
falso
Mas pra quê todo esse ódio?
Tentando  me comunicar,
Descobri que o amor não é sempre fácil de se fazer

la-la-la-la-la-la-la-la...

Isso é um final feliz porque
Você não entende
Tudo que você fez
Por que está tudo tão errado?

Isso é um final feliz
Venha e me dê sua mão
Eu te levarei para longe

Eu sou uma alma nova,
Eu vim até esse mundo estranho,
esperando que eu pudesse aprender um pouco sobre dar e receber
Mas desde que eu vim para cá,
Senti a alegria e o medo
Percebo que estou cometendo todos os erros possíveis



Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

Modelo plus-size relata surpresa com sucesso de campanha

Campanha com a modelo Jennie Runk gerou grandes discussões no mundo da moda
A rede multinacional de lojas de roupa H&M conseguiu gerar grande exposição em vários países após usar uma modelo "plus-size" para divulgar sua nova linha de roupas de banho.

Neste depoimento abaixo, a modelo americana Jennie Runk, estrela da campanha, conta de sua surpresa sobre a repercussão das fotos e diz que está na hora de deixarmos de lado a obsessão com o peso:

"Eu não tinha ideia de que a campanha receberia tanta atenção. Eu sou do tipo quieto, que gosta de ler livros, jogar videogames e ficar com meu gato.

Então, ser o centro das atenções assim de repente foi uma surpresa estranha no início. Eu achei estranho que as pessoas fizessem tanto barulho sobre como meu corpo fica em um biquíni, já que eu normalmente não penso muito nisso.

Quando minha página no Facebook recebeu 2.000 novas curtidas em 24 horas, eu decidi usar a atenção como uma oportunidade para tornar o mundo um pouco mais agradável ao promover a autoconfiança. Desde então já recebi inúmeras mensagens de fãs, expressando gratidão.

Algumas delas até me disseram que minha confiança as havia inspirado a vestir um biquíni pela primeira vez em vários anos. Este é exatamente o tipo de coisa que eu sempre quis conseguir, de mostrar para as mulheres que dá para ser autoconfiante mesmo se você não se encaixa na noção popular de 'perfeita'.

Apoio


Jennie Runk (imagem: cortesia H&M)
Jennie Runk foi descoberta trabalhando em uma pet shop

Essa mensagem é especialmente importante para as meninas adolescentes. Ser uma adolescente é incrivelmente difícil. Elas precisam de toda a ajuda e do apoio que elas possam ter.

Quando nossos corpos mudam e todos nós começamos a parecer totalmente diferente, nós simultaneamente começamos a sentir a pressão para parecermos exatamente iguais. Este é um objetivo impossível de alcançar, e eu gostaria de ter sabido disso quando eu tinha 13 anos.

Com 1,75 metro e manequim 8 nos Estados Unidos (equivalente a tamanho 36 para calças e 40 para blusas no Brasil), eu invejava as garotas cujos namorados conseguiam levantá-las e carregá-las nos ombros.

As aulas de ginástica eram um pesadelo. Enquanto as meninas magras usavam shorts, eu usava calças de moletom porque minhas coxas eram do tamanho das cinturas delas. E aquelas calças eram embaraçosamente curtas, porque eu era mais alta do que a média da mulher adulta, mas ainda comprava roupas em uma loja para pré-adolescentes.

Eu também tinha cabelos grossos e crespos que apenas chamavam mais atenção para mim, que se escondia atrás dos meus aparelhos para os dentes e meus óculos de armação bege. Para completar isso tudo, eu sempre fui desajeitada, então dizer que minha adolescência foi estranha é pouco.

"Muitas mulheres que são consideradas plus-size estão na verdade na média"

Mas tendo sobrevivido a isso, eu me sinto forçada a mostrar às garotas que estão passando pelas mesmas coisas que é aceitável ser diferente. Você pode deixar essa estranheza para trás de forma fabulosa.

Apenas se concentre em ser a melhor versão possível de si mesma e deixe de se preocupar com o tamanho de suas coxas, porque não há nada de errado com elas.

Afinal, eu nunca pensei em mim mesma como possível modelo, mas aí fui descoberta trabalhando numa pet shop, mesmo usando meus moletons curtos demais.

Eles me deram a opção de perder peso e tentar me manter com manequim 4 (blusas tamanho 36 no Brasil) ou ganhar um pouco, para ficar com manequim dez (blusa 44 no Brasil) e começar uma carreira como modelo plus-size. Eu sabia que meu corpo não tinha sido feito para ser tamanho quatro, então escolhi a segunda opção.

As pessoas assumem que o 'plus' significa gordura, e que isso por sua vez é igual a feiura. Isso é completamente absurdo, porque muitas mulheres que são consideradas plus-size estão na verdade na média da mulher americana.

Ideia ultrapassada


Imagem de campanha da H&M com a modelo Jennie Runk (imagem: cortesia H&M)
Para Jennie Runk, conotações negativas com mulheres abaixo ou acima do padrão são 'ultrapassadas'

Eu não posso argumentar que alguns estilos caem melhor em um tamanho que em outro.

Apesar de a ideia de separar mulheres em categorias de tamanho parecer criar um estigma, as fabricantes de roupas fazem isso para oferecer aos seus consumidores exatamente o que eles estão procurando, tornando mais fácil para as pessoas de todos os tamanhos encontrar roupas que sirvam bem tanto em seus corpos quanto para seu estilo único de expressão estilística.

O único problema são as conotações negativas que permanecem teimosamente ligadas ao termo plus-size. Não deveria haver nada negativo sobre ter o mesmo tamanho que a mulher americana média, ou mesmo ser um pouco maior.

Também há conotações negativas associadas com a magreza. Assim como as mulheres mais cheinhas são chamadas de gordas ou fofinhas, as magras são chamadas de vara-paus ou ossudas.

Não há necessidade de glamourisar um tipo de corpo e criticar outro. Precisamos parar com esse ódio absurdo em relação a corpos de tamanhos diferentes. Isso não ajuda ninguém e está ficando ultrapassado."

Fonte: BBC Brasil




Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

Aposte Nos Spikes Para Dar 1 Up No Look

Antes quando eu usava spikes em alguma produção, as pessoas torciam o nariz, mas, agora que caiu no gosto do povo e virou moda é super fácil você achar  acessórios variados com estes espinhos que eu amo!! Ou customizar, você mesma, roupas e bolsas. Há opções até para as mais discretas, com poucos spikes em algumas peças.

A tendência continua firme nesta estação e apesar da pegada rocker, ele pode ser usado em qualquer estilo sem medo. Seguem abaixo alguns itens que achei na net para inspirar vocês a fazerem seu próprio estilo:





Nos pés:


Scarpin Raphaella Booz você encontra na Dafiti

Esta Ankle Boot Lilly's Closet você encontra na Dafiti




Nos acessórios:




Esse arco você encontra na e-store da  Ideal Shop



Nas roupas

Loja Online da Kauê Plus Size

Loja Online da Kauê Plus Size

Loja Online da Kauê Plus Size



Nas unhas








Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

domingo, 26 de outubro de 2014

Confiança X Massacre Diário



Confiar em si mesma é um dos passos que devemos dar todos os dias para mantermos um relacionamento saudável com nós mesmas. Não é fácil, mas o exercício diário do desenvolvimento da auto-confiança fará disso algo natural em sua vida, tal qual escovar os dentes.
É extremamente difícil, eu confesso, ainda mais quando você é obrigada a lidar com a rejeição diariamente e com a invisibilidade adiposa seletiva, as pessoas só veem os obesos como pessoa quando lhes interessa, fora isso nos veem como bichos asquerosos que transmitem uma doença mortal e altamente contagiosa, tanto que nem nos olhar olham.
Isso dói demais e se você não se blindar, isso te fará desmoronar.Eu já desmoronei tanto que decidi virar duna, pode bufar, soprar o quanto quiser que continuarei sendo a areia de sempre, agora, corre quando eu me transformar em tempestade no deserto!
E nesse processo interminável troquei a lente de ver a vida, passei a me ver com meus olhos e amadureci a cada lágrima derramada no silêncio sepulcral da minha alma. Aprendi que há vários tipos de beleza e que existem apreciadores diferentes para cada uma delas. Há os verdadeiros e os dissimulados, os sinceros e aqueles que te enganam para se aproximar o bastante e assim conseguir algo de você...e há muitos que apreciam só da boca pra fora...nunca te assumiriam.
No meio de tantos turbilhões tomei uma decisão, eles poderiam me fazer derramar lágrimas mas jamais os deixarei abalar a confiança que tenho em mim mesma, não irão me transformar em mais uma mulher insegura por causa de um homenzinho não! Isso nunca!
O mundo pode não enxergar como sou maravilhosa, como poderia ser e fazer alguém feliz ao meu lado, como sou espetacular do meu jeito, como sou capaz de amar livremente como poucas pessoas se permitem...há tanto ao meu respeito que ninguém nunca soube que me dá vontade de rir às vezes quando percebo que me reduzem simplesmente a uma palavrinha: GORDA. Isso é minha condição 4D(isso, 4 D) atual, só isso, e me chamar de gorda não me ofende, porque isto nunca me definiu.




Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

sábado, 25 de outubro de 2014

De Volta ao Consultório do Cirurgião - O Duelo


Amanhã terei que encarar de frente a consulta com o médico que fez minhas duas cirurgias(apêndice e hemicolectomia direita) e eu simplesmente odeio ir às consultas por N motivos. Um deles é ter que aturar gordinhos menores que eu que vão fazer cirurgia bariátrica que não podem me ver que já saem me perguntando por causa do meu tamanho se vou ou já reduzi meu estômago, o que me obriga a falar que estou ali porque tive câncer.....e pra piorar minha irmã vai fazer redução de estômago com ele....não aguento mais ouvir falar que ser gordo é horrível, que gordo é feio, e mimimimimi!!!! Kct!!!!

Já não basta ter que escutar dele toda vez que vou para a revisão que preciso emagrecer, pois obesidade é um dos fatores desencadeadores do câncer e blá blá blergh!! Assim como sedentarismo, drogas, álcool, tabaco, genética...Além de ser no meio de um feriadão carioca, embora eu vá para o trabalho amanhã me arrastando, vou ficar horas e horas numa sala cheia de pessoas em sua maioria insatisfeitas com seus próprios corpos puxando assunto e perguntando: - Por que você não faz bariátrica? Seu rosto é tãooo lindo. Parece uma bonequinha de porcelana, se emagrecer......
Pera lá, eu hein!!! Só porque estou obesa eu não tenho o direito de permanecer assim se eu quiser? É tão inconcebível o fato de eu me amar e me aceitar? Só por isso eu devo ser louca se não quiser enfrentar outra cirurgia para mutilar mais ainda meu corpinho fofinho? Dá licença!!! Se fosse assim todo mundo deveria sair por aí perguntando aos outros que julgam ser fora do padrão de beleza ditado pelos nazistas da superficialidade: - Por que você não faz uma plástica hein? E se você responde mal fica todo mundo te encarando como se você não tivesse razão por reagir de tal maneira.

E depois da recepção calorosa, você entra, escuta que não emagreceu, conversa, escuta o que não quer de novo, xinga mentalmente o médico, deita e é sovada como massa de pão....que segunda mais linda!! Escuta de novo que tem que emagrecer, que câncer pode voltar e não sei o quê....mas quando sair de lá, para comemorar, vou parar na Koppenhagen para saborear um chocolatinho para celebrar minha vida, minha recuperação!!!

Se essas pessoas tivessem dançado com a morte tantas vezes quanto eu, teriam outra visão de vida, outro entendimento e não seriam tão covardes atacando, criticando alguém como eu. Eu estive para morrer algumas vezes, mas ainda não cruzei o portal e a cada vez que isso acontece, mais valor eu dou a cada dia, cada oportunidade, cada vontade minha que posso satisfazer, eu tenho pressa de viver, de amar, pois não sei quando vou partir. E estou desfilando (porque diva não anda, desfila) pro que os outros pensam de mim quando me veem passar com dificuldade na roleta, ou quando preciso me espremer pra sair de um transporte público linda, perfumada, maquiada com cabelo impecável!! Essas coisinhas do dia a dia não são nada diante da magnitude da vida, da felicidade de estar viva e maravilhosa por mais um dia!

Contudo eu não espero que pessoinhas entendam isso, enquanto eu estiver aqui eu vou me expressar de todas as maneiras que puder, vou celebrar minha real beleza, cada respiração minha. Até mesmo quando eu me decepcionar, vou comemorar pelo aprendizado, coisa que estou fazendo no momento....

A semana está começando mal, mas vai terminar super bem!! Domingo tem Encontro Plus no RJ e eu estou super animada para participar! E se eu encontrar lá gordinhas que desprezam obesas, como vejo aos montes online, não tem problema, mostrarei que charme e beleza não tem tamanho! Sou SUPER ULTRA MEGA BLASTER PLUS SIZE, com coxão, barrigão, peitão, pernão e sou linda fofíssima e macia como sou!! Se você concorda ou não, eu nem ligo, pois eu tenho certeza de quem eu realmente sou!!



Post publicado originalmente aqui


Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Falando com Estranhos




Na rua não sou exatamente simpática com quem não conheço, evito conversar, mas hoje no hospital, eu estava tão mal que agi diferente. E nisso conheci 2 caras super simpáticos e 1 insuportável que me agrediu e debochou de mim, e acabou levando uma amostra do meu sarcasmo delicadíssimo, mas vou falar só de um: xará meu super simpático e lindo! Claro que as qualidades tem relação com o nome rsss...
Eu sou super obesa e estou acostumada a ser ignorada/rejeitada/agredida pelas pessoas, mas como minha confiança é blindada consigo seguir em frente com alegria e bom humor. Mas é a primeira vez em muito tempo que um cara educado, lindo, simpático e engraçado resolve puxar conversa comigo e sentar ao meu lado para continuar conversando. E dentre tantas coisas interessantes que conversamos uma ficou martelando na minha cabeça até agora. Ele comentou que as pessoas passam tanto tempo enfurnadas em seus mundinhos, brinquedinhos eletrônicos que não interagem com as pessoas ao redor, não se relacionam e muitas vezes perdem a oportunidade de conversar com pessoas interessantes que estão bem ao seu lado.
Foi uma conversa tão franca como há muito eu não tinha, sabe aquela conversa olhando nos olhos e de modo sincero, sem maldade? Pois bem foi uma conversa assim que tivemos, ali não era um cara conversando com uma obesa, mas simplesmente dois adultos conversando e rindo muito. E nisso eu notei que muitas vezes nos chateamos e desperdiçamos nosso tempo com assuntos e pessoas virtuais que muitas vezes ocupam o lugar de pessoas e atividades reais nas nossas vidas.
Nem sei quantas horas ficamos ali, mas parece que foi pouco, poderia escutá-lo por muito mais tempo.Não sei o que fez aquele cara parar para conversar justamente comigo, dentre tantas outras pessoas que estavam lá, mas sei que minha confiança teve algo a ver com isso. Por isso meninas, não deixem nunca sua confiança de lado, ela pode te garantir ao menos horas de boa companhia, humor, muita conversa e quem sabe um encontro depois...




Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Para ele gorda não serve para ser namorada


Fora do quarto dela, ele não a tratava de forma especial, diferente das outras garotas, mas no quarto, chorando no colo dela a cada briga que tinha com as novas namoradas ele reconhecia como ela era especial e indispensável na sua vida...a cada dia essa admiração, ligação crescia, passavam mais tempo juntos, direto da escola para a casa do outro, mal podiam esperar para passar o dia inteiro juntos, mesmo que fosse só para ficar mudo vendo um filme, curtir um cd novo, ou aquele especial das bandas preferidas de ambos na MTV, fazer guerra de travesseiros, rir assistindo desenhos, sabotar o drink um do outro apenas para brincar. Só se desgrudavam quando ele ia para a casa da namorada dele...ela não tinha percebido ainda, mas estava prestes a descobrir que neste mundo ela não serviria para muita gente...

Ela servia para virar a noite jogando RPG, ela servia para ouvir a música nova que ele compôs, aprender as letras e vibrar no ensaio da banda dele como se estivesse no show de sua banda preferida porque para ela, a banda dele era a sua preferida,ela servia para visitar a avó dele apenas para saber se ela estava bem devido a recente viuvez, ela servia para abraça-lo e dizer para nunca desistir de seus sonhos quando a namorada achava que ele deveria ser outra pessoa e desistir dos sonhos que para ela eram bobos, ela servia para brincar com o cachorro dele, aturar o irmãozinho dele tirando sarro da cara dela, ela servia para acompanhá-lo no violão cantando em plena madrugada, ela servia para dizer que ele era maravilhoso como era e não precisava mudar para provar nada para ninguém, ela servia para tomar um porre junto, sair sem rumo de madrugada só para curtir o silêncio das ruas, invadir o telhado do prédio vizinho só para ver o sol nascer, ela servia para fazê-lo se sentir bem, feliz e confiante, ela servia para aceita-lo como ele verdadeiramente era. Ela servia para dizer que tudo ia dar certo, consolar, proteger enquanto todos o atacavam e humilhavam. Ela servia para invadir aquela rádio de rock junto com ele em outra cidade, caminhar 3 km só para ajuda-lo a encontrar com a namorada, inventando mentira para os pais dela que haviam proibido o namoro. Ela servia para ser sua melhor amiga, mas não servia para ser sua namorada quando ele estava sozinho porque ela era gorda....

O tempo passou e ela emagreceu, então quando ele viu que todos o meninos da turma estavam interessados nela ele enfim enxergou nela uma mulher e não mais uma gorda, enxergou que sua melhor amiga era a mulher da vida dele....

Ele a perdeu para sempre e até hoje não entende porque ela não corre mais para seus braços para beijá-lo e abraça-lo após tanto tempo sem se verem e tantas dores de cotovelo divididas...ele não entende o motivo dela não ligar mais para ele....ele não entendeu porque ela resistiu quando ele enfim a beijou, ele não entendeu que por fora ela estava magra, mas por dentro era a mesma gordinha de sempre que entendia enfim que para ele, ela não servia.....pois aquilo não era amor, era paixão pelo corpo magro que ela enfim ostentava. E o que ela queria era amor verdadeiro e não passatempo. Ela teria sido dele para sempre, sem cobranças, julgamentos, ciúmes, picuinhas, nem imposições nem prisões, pois ela não acreditava nisso. Para ela amor, liberdade e confiança caminham sempre juntos. Ela acreditava que a base do amor era a amizade, o respeito, a cumplicidade, confiança, ver, reconhecer e aceitar a essência do outro, ela teria feito dele o homem mais feliz, amado e realizado do mundo, mas, para ele gorda não serve para ser namorada....

Desiludida ela pegou todo aquele amor e amizade de melhor amiga e guardou com carinho em um baú trancado que hoje está empoeirado, mas ainda guarda o seu precioso tesouro. Às vezes ela pensa em jogar fora a chave e esquecer do tesouro guardado, quando ela pensa nisso diz para si mesma, só por hoje, só hoje não vou pensar em jogar fora a minha chave, só hoje. E assim ela segue vivendo, esquecendo que o amor um dia bateu forte em seu peito, esquecendo que guardou aquele tesouro para aquele que um dia o merecer.









Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,


quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Cyberbullying é Crime - Tag: Vlogando





Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,

Magnestismo Plus Size

Já reparou na entonação que algumas mulheres usam para se referir ao público Plus? Se for uma gordinha linda, produzida, elegante então, elas surtam e disparam logo: - Olha lá aquela gorda se achando!
Queen Latifah, sempre deslumbrante.

E mal sabem elas que aquela se encontrou enquanto estas ainda estão em busca de si mesmas, por isso nem "se achar" conseguem.

Vocês já pararam para analisar o motivo de incomodarmos tanto? O que nos dá tanta visibilidade assim? Nosso Magnetismo Plus Size! Mesmo você que acredita não ter um pinguinho de confiança, amor próprio, possui essa energia avassaladora dentro de si.  É preciso ter tudo isso para abrir os olhos todos os dias e viver em Lilliput. Digo isso pois às vezes me sinto uma gigante em meio a pessoas minúsculas, tanto exterior como interiormente. E o que essas pessoas querem é que você seja igual ao resto do mundo, pois sua gordura corporal as incomoda. Eu já ouvi de tudo na rua, me chamarem de sereia, metade mulher metade baleia(desde quando baleia é peixe, fofíssimos?!), saquinho de bosta, bolo fofo, balão branco, ih tanta coisa....mas esses seres não me definem, a opinião deles sobre o peso que carrego não determina quem eu sou e minha felicidade.

Libere seu magnetismo para atrair coisas boas repelir as ruins, trabalhe sua confiança, treine seu amor próprio e pare de aceitar migalhas, quem vive de sobras é formiga! Você merece alguém que te respeite, assuma e goste, não um tarado fetichista que só te chama para tratá-la como objeto sexual. E decida se você quer se aceitar como está ou mudar! Se não quer amar suas curvas, arregace as mangas, procure médicos e vá se livrar delas! O que é inconcebível, imaturo, cruel e sem sentido é você não se aceitar e não aceitar que outros se aceitem. Agora, se você está disposta a se aceitar, se prepare que vem chumbo grosso de tudo quanto é lado, inclusive fogo amigo, mas isso fica pra outro post.

Você terá que estar preparada física e mentalmente para a escolha que você fez, pois quanto mais nos aceitamos, mais chamamos a atenção do mundo ao redor. Cuide de sua mente, pele, cabelos, unhas, corpo todo, alimentação e inclua uma atividade física em sua vida para te tirar do sedentarismo, veja bem, se livrar do sedentarismo é questão de qualidade de vida. Te deixa mais disposta, com mais endorfina circulando no corpo, mais feliz e resistente ao stress diário, além de prevenir várias doenças.

Se produza, valorize o que você acha mais bonito sem eu corpo, trate e realce sua beleza, mas não baseie tudo isto em elogios recebidos, nem sempre as pessoas vão reconhecer como estamos lindas, sabia? As amargas piram quando encontram uma gordinha mais linda que elas, mais confiante, com cabelo mais bonito e com uma roupa melhor que a delas! E isso as abala profundamente. Duvida? As mulheres modernas nascem com uma tendência absurda a serem insatisfeitas com tudo, totalmente noiadas com a imagem distorcida que tem de si mesmas. Elas podem estar um esqueletinho, mas dizem, ah eu preciso emagrecer uns 2 kg, só se for para perder a canela que já é fina... XD

Então elas se deparam com alguém que tem pelo menos o dobro do tamanho delas(meu caso) com uma confiança em si mesma que elas nunca tiveram....aí elas surtam e atacam esta que vos escreve. Já me acostumei sabe, e levo no maior bom humor hoje em dia, o que as desconcerta e leva os outros às gargalhadas. Faço da tragédia que elas montam uma piada e saio linda e sorridente como se nada tivesse acontecido.

Enfim, decida agora, neste instante o que deseja para si e tome uma atitude à respeito, seja ela qual for, eu desejo a você que me lê agora, que seja feliz e realizada no caminho que escolher, sem desmerecer ou desrespeitar quem escolher outra direção.



Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,





terça-feira, 21 de outubro de 2014

Namorada Magra Incomodada Com Dieta do Namorado Gordinho - GorDivah Responde



Eu simplesmente amo ajudar as pessoas, fazer novas amizades, ouvir os problemas dos outros, confortar e sempre que possível ajudar. E na coluna de hoje vou falar sobre a situação vivida por um casal, onde a namorada o ama muito, mas está preocupada, os nomes são fictícios para não expor a identidade dos envolvidos.

Sofia é magra, ativa, come de modo saudável, frequenta academia e tem um namorado gordinho, de 25 anos, extremamente sedentário que só come coisas gordurosas e não come salada ou legumes de jeito nenhum. A família dele compartilha os mesmos hábitos alimentares e não comem frutas, legumes ou verduras, apenas frituras, massas com molhos gordurosos, etc...
Sofia é completamente apaixonada por ele, mas recentemente aconteceu algo que a deixou muito preocupada, eles estavam caminhando e pouco após o início da caminhada ele não estava mais conseguindo andar ou respirar direito. Ela teme que ele tenha um mal súbito por causa do sedentarismo extremo, hábitos alimentares e peso....Ela quer pedir a ele para mudar seus hábitos, começar a praticar atividade física não para emagrecer, mas para ter saúde. Só que a mãe dele não ajuda....e ele não parece disposto a mudar.




Coube a mim a tarefa de ajuda-la através deste post. Já vou logo avisando que sou mente aberta e não curto julgar os outros, pois cada um sabe o que realmente sente e pensa, mas a opinião de vocês é bem vinda nos comentários para que possamos ajudar este casal.

Sofia, acho que antes de mais nada deve se perguntar o que realmente a está incomodando, você realmente lida bem com o fato de namorar um gordinho? Se sente atraída do mesmo jeito que antes, ou as coisas mudaram depois que ele engordou? Por favor não se ofenda, mas é preciso refletir bem sobre isso, pois para abordar um assunto tão delicado com ele, se você não estiver bem certa, ele pode entender da maneira errada e ficar magoado.

Eu realmente acho que você deve partilhar com ele sua preocupação com a saúde dele, mas, sem esquecer que magros extremamente sedentários que se alimentam mal, também correm o risco de ter um mal súbito. A questão não é o peso e sim o estilo de vida. Ele pode continuar gordinho, mas se tornar mais saudável. Cuidado apenas para não passar a imagem errada para seu amor, isso pode detonar a autoestima dele e abalar o relacionamento de vocês. E também será preciso que você se comprometa e o ajude, caso ele tope mudar os hábitos alimentares, lembrando que comida saudável não precisa ser necessariamente folha e legumes. Você pode fazer uma lasanha menos gordurosa substituindo alguns ingredientes por outros menos calóricos, adaptando ao gosto dele. Se ele ama doces, também dá para preparar deliciosas sobremesas com açúcar light ou chocolate amargo ou frutas, etc...busque receitinhas gostosas e encontre uma atividade física que seja prazerosa para os dois.

 E o mais importante, não imponha nada, isso não é legal, nenhum cara curte imposições. Desejo boa sorte e muito amor para vocês.


E você, também gostaria de me perguntar algo? Pergunte anonimamente no meu tumblr, clicando aqui ou lá no meu ASK.




Image and video hosting by TinyPic







Beijões Queen Size,






sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Uma coisa que muita gordinha acha é que sendo miss motherfucker plus size ela vai melhorar a auto estima..é verdade? o que você pena sobre o atual conceito e o excesso de concursos de miss?



É uma questão muito delicada, pois infelizmente o que poucas se dão conta é que você pode conquistar o que for, quem for, mas se não aprender a enxergar por si mesma seu próprio valor, jamais terá uma autoestima saudável. vencendo um concurso ela momentaneamente pode até sentir aquele up na autoestima, mas logo logo essa sensação murcha e então ela sai em busca de validação alheia novamente. Pode ser Miss Badass Universe Plus Size que o efeito vai passar breve breve. Como a maioria das cosias no mundo Plus acho que em muitos concursos falta seriedade, profissionalismo, compromisso e organização. Muitos são organizados no oba oba e por falta de patrocínio muitas vezes a qualidade acaba sendo comprometida, acho válido por um lado e preocupante por outro. Por um lado é interessante ver tanta gente se mobilizando no mundo Plus para mostrar que a BELEZA REAL não tem tamanho, mas por outro provoca divisão, batalha de egos e importa também a ideia de beleza plastificada, artificial dos concursos tradicionais...muitas passam por cirurgias com objetivo de emagrecer, plásticas e demais tratamentos estéticos para ficarem magras e quando não conseguem resolvem ser plus size...E nisso cada vez mais nos distanciamos do que deveria ser um dos principais objetivos, a aceitação da beleza natural da mulher, aceitação das curvas não retocadas com bisturi, lipo ou coisas assim. Fico triste em ver que estamos caminhando pra mesma futilidade dos concursos "normais". Reforçando a ideia de que gorda bonita é gordinha, não pode passar dos 2 dígitos e precisa ter um formato específico de corpo para ser considerada uma gordinha bonita.
Eu queria muito que os organizadores desses concursos usassem sua influência e espaço na mídia para lutar pelos direitos dos gordos, leis que nos favorecem e não são respeitadas, que eles fossem uma voz que bradasse alto: CHEGA DE PRECONCEITO!!! Mas fazer o quê? Eu sou uma gordinha sonhadora e acho que tô pedindo demais da sociedade e do mundo Plus, onde todos parecem só se preocupar com moda e roupas que não atendem a todas e te fazem sentir excluída da sociedade e do mundo....enquanto isso continuo gravando vídeos, pesquisando e conhecendo melhor a demanda das gordinhas, para num futuro próximo fazer algo concreto à respeito.
Faça sua pergunta: http://ask.fm/GorDivah




Image and video hosting by TinyPic







Beijos Queen Size,


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Por que todas as gordas sempre afirmam que se acham lindas e 99% delas se acham horrorosas (sensatas) e choram no banho?

Povo, recebi essa pergunta lá no Ask. É muito amor né não? Vida longa e próspera aos gordofóbicos para se rasgarem sempre de inveja do nosso amor próprio nas alturas!! Segue abaixo a resposta, quem quiser, conferir minhas outras respostas, clique aqui



Não diria que são sensatas e muito menos que 99% das gordinhas que afirmam serem lindas (o que realmente são) choram no banho...não sei que gordas, você conheceu ou ouviu no banho. Mas eu conheço muitas fofinhas MARAVILHOSAS que felizmente enxergam sim, sua beleza real e não choram no banho não, pelo contrário, elas tomam banho com os parceiros sortudos que sabem apreciar o que o corpo de uma gorda pode proporcionar, em vez de chorar, elas gemem no banho! KKkkkkkkkkk Tão libertador viver uma relação com alguém que aprecia nosso corpo como apreciamos....bom, acho que ficou claro que conhecemos tipos diferentes de gordas, não é mesmo? Portanto, lamento informar que nem todas as gordas que sempre afirmam que se acham lindas choram no banho, talvez você faça isso, o que é bem triste viu. Tomara que um dia você consiga se amar, ser segura como as lindas gordinhas confiantes que tive o prazer de conhecer, pois deve ser deprimente não se aceitar e invejar quem se aceita =(((( E mais triste ainda, é ter um interior horroroso, insensato como o seu. Bom, acho que respondi rs
Obrigada por sua pergunta <3
1 gazilhão de beijinhos sabor bacon!!

Faça sua pergunta: http://ask.fm/GorDivah




Image and video hosting by TinyPic







Beijos Queen Size,

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Cacos


O que fazer quando do nada seus sonhos são esmagados diante dos seus olhos? Quando a vida te toma tudo que resta e apenas o que sobra é um coração partido que mal bate? Ela se pergunta enquanto engole o choro, embora seu olhar marejado entregue sua tristeza. Jura pra si mesma que nunca mais amará novamente, e mais uma vez acredita na promessa. Ainda que ninguém soubesse, é triste mais um amor acabar assim por causa dos caprichos do destino.



Olha pela janela, parece tudo tão embaçado e distante. Um lágrima escorre e rápido ela enxuga, na esperança que ninguém tenha percebido. Os cacos, o que resta agora são pedacinhos de tudo que poderia ter sido se houvesse tempo e vida pra isso. A tristeza dá lugar à raiva. Decide virar as costas e largar os cacos pelo chão e só por hoje não sentir nem pensar em mais nada.




Image and video hosting by TinyPic







Beijos Queen Size,

Tumblr
Beleza Sem Tamanho