quarta-feira, 11 de junho de 2014

De Gorda Rejeitada a Modelo


Se um dia me dissessem que eu teria câncer, sobreviveria e 2 anos e pouco depois me tornaria modelo eu chamaria essa pessoa de louca. Há poucos anos eu nem conseguia tirar foto. Não me amava e mal me olhava no espelho.



Passei anos ouvindo que gordo é feio e que ninguém nunca se interessaria por mim se não emagrecesse. Passei muito tempo acreditando nas mentiras que me contavam e duvidando de mim mesma.  Não tinha vontade de me cuidar e me vestir de acordo com meu estilo. Não tinha ânimo para garimpar online roupas plus que fossem a minha cara, mistura de pin up com rocker.



Aceitava ser invisível, indesejável, me contentava com migalhas, permitia que me julgassem e me fizessem sentir mal por ser diferente. Anos e anos me sujeitei a isso,até que dei um basta. E ontem eu recebi um enorme presente, uma oportunidade para iniciar uma nova etapa de minha vida. 




Eu não consigo expressar fielmente em palavras o quanto estou feliz, o quanto isso significa para mim. Nunca imaginei que teria a oportunidade de começar uma carreira de modelo plus size, nem que um dia seria blogueira e defenderia com tanto amor e empenho uma causa, muito menos que gravaria vídeos também para me fazer ouvir e lutar contra o preconceito que sofremos diariamente.



Olhando para trás eu vejo o quanto eu deixei de fazer porque permiti que me parassem, porque acreditei nas mentiras que me contavam sobre mim mesma. Mas hoje, eu me vejo com meus próprios olhos e nunca mais permitirei que nada nem ninguém me impeça de fazer o que quero, de ser uma voz diferente  no meio da multidão. Nunca mais me contentarei com migalhas, com menos do que mereço. 






















E que comece uma nova vida com coisas maiores e melhores, novos desafios!!