sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Confidências



Ela me confidenciou:

 A Vida é muito engraçada sabe. Você decide ficar sozinha, na sua, tranquila, sem ninguém para perturbar seu juízo, ai acontece o que? Alguns mortos vivos ressuscitam, pessoas novas surgem e convites pipocam...de repente todo mundo reconhece seu valor, te enxerga como a mulher inteligente, divertida, bem sucedida e maravilhosa que você é. E por mais que você fuja, evite, às vezes alguém mexe demais com você, e você fica ali lutando contra a vontade, sentimento seja lá o que for e parece que quanto mais mexe com você, mais essa pessoa parece brincar com você, menos séria e confiável a situação parece, mais certeza de que esse alguém vai te machucar feio você tem.

Só que no meio dessa bagunça surge um Mr. Darcy, legal, gentil, leal, fofo e você fica com aquela cara de boba enquanto pensa, é quem sabe, isto poderia ser algo, mas o tempo passa e você desencana e fica mais ainda na sua. Aí ele te convida,.você acaba indo e se encanta de novo, vê que ele é simplesmente o que você procura e  então o que você faz? Você pensa e se convence que ele não tem interesse, que você confundiu as coisas e bate em retirada. Ai amiga é tudo que tenho feito ultimamente, fugir e fugir e fugir, mas eu nunca consigo escapar de vez das situações e nisso coisas surreais acabam acontecendo. Não sei mais como continuar fugitiva, foragida.

O surrealismo é tanto que até beijo estão roubando, tentando roubar no horário mais improvável, admiradores aparecendo, pessoas que nunca enxergavam minha beleza estão enfim enxergando. Estou num universo paralelo? Que que tá acontecendo? Eu não quero saber de mais nada nem ninguém. Muito menos de coisas superficiais, fúteis e quanto menos eu quero saber desse tipo de envolvimento, mais perturbação assim aparece...

Talvez o engano seja meu, por ser direta demais, saber exatamente o que quero, quem gostaria de ter ao meu lado e quem não gostaria mesmo. E principalmente amar ficar sozinha comigo mesma, sem a necessidade de sair flertando por aí, procurando desesperadamente achar aquele que fará tudo fazer sentido. Não sou noiada como as outras mulheres, não tenho pressa para casar, minha missão principal não é ter filhos e tô nem aí pro relógio biológico. Acho que quando distribuíram isso no céu para as mulheres eu estava ocupada demais olhando para as estrelas, perdi a vez na fila e acabei sem.

Só que nestas últimas semanas Mark Darcy se aproximou de novo, mas desta vez estou firme em resistir e fugir se for preciso, não sei como já que estamos tão perto, mas pelo menos por enquanto preciso ficar quieta.Talvez seja egoísmo, excesso de precaução, mas acho que é autopreservação, chega de arranjar sarna para se coçar, chega de ilusão, relacionamentos irreais, envolvimentos sem sentido e sem futuro.


E eu simplesmente não soube o que dizer....o que falar para alguém que está tão certa do que pensa e quer? E fiquei me perguntando se ela não está de fato certa. Mas cá ente nós, eu duvido que ela consiga escapar do Mark kkkkkk.....e estou torcendo muito por eles. Tanto ele como ela merecem ser felizes. E eu adoro quando os mocinhos ficam juntos no final!