domingo, 29 de setembro de 2013

A Volta Dos Fantasmas

Às vezes temos que lidar com um passado que julgávamos estar bem enterrado, mas então quando chegamos até a cova, a descobrimos vazia com um bilhete escrito:
- É, voltamos para azucrinar sua vida!! Os fantasmas vivem novamente!!
Eu leio o bilhete e começo a rir, normal, eu vivo sorrindo mesmo....mas, quando fiquei sozinha, algumas poucas lágrimas rolaram e eu percebi que tenho a tendência a achar que estou melhor do que de fato estou realmente e comecei a repensar algumas decisões que tomei e atitudes.....

Existem lugares que marcam profundamente sua alma pelas coisas que viveu lá, pessoas que conheceu, pessoas que perdeu, cicatrizes que ficaram. E toda vez que piso em algum lugar assim, é como se eu viajasse para o passado e revivesse tudo de novo! Talvez você se pergunte, por que pisou lá então? Eu respondo, porque não tive escolha....precisava acompanhar minha mãe numa cirurgia, então precisei voltar ao hospital em que meu pai esteve internado e morreu de câncer, onde eu também conheci aquele que mais me fez mal na vida....

Resiliência é uma das minhas palavras preferidas, algo que corre em minhas veias junto com a música, pois não importa o quão forte a vida me bata, eu vou sempre cuspir o sangue, os dentes, ajeitar o cabelo, sorrir, levantar e falar docemente:
- Isso é tudo que você tem? Eu ainda estou de pé, baby!!
Vou virar as palmas das mãos para cima e desafiar a vida, chamando para a briga com  as pontas dos dedos dizendo:
 -Bate mais forte porque eu ainda não morri!!!

Acho que no fim, o que faz toda a diferença é o quanto você consegue aguentar e aguentar e aguentar sem perder o rumo, a esperança e a alegria de viver. De nada adianta sobreviver se for para ficar se lamentando, com amargura, mal humor, vibrações negativas.....se você sobreviveu, celebre! E é isso que eu planejo fazer com mais força ainda! Engraçado que justo nesse momento recebi um convite de um amigo meu para participar de um projeto do qual ele já faz parte e eu simplesmente amooooo!! Mas para isso daqui a uns poucos meses terei que ficar 20 dias inteiramente dedicada a isso e abrir mão de algo que eu queria muito...e que parece estar no caminho para acontecer, mas, vejo muita indecisão nesse caminho....e indecisão é algo que não costuma combinar comigo...