terça-feira, 13 de agosto de 2013

Despedidas

Engraçado como algumas pessoas tem uma ligação tão especial conosco que mesmo estando bem longe, o carinho é tão intenso que algo empurra essa pessoa para entrar em contato conosco justo no momento em que mais precisamos, e isso nos permite uma despedida, ainda que breve, mas que acalenta o coração de quem sente muita saudade. E a vontade que se tem é jogar tudo para o alto e correr para os braços das pessoas queridas e abraçar até não termos mais forças.

E por mais que doa, a vida é feita de despedidas, algumas para sempre outras ninguém sabe até quando. Algumas escolhemos, outras escolhem por nós e acatamos por não termos o que fazer à respeito a não ser aceitar o silêncio e a distância. Fingimos não perceber o adeus anunciado em silêncio, esperamos e nos preparamos para a calma da solidão. Há vezes em que o adeus é tão prematuro que mal ouvimos o olá, a pessoa mal se aqueceu em nossos corações e já partiu, nosso coração e o dela própria. Em momentos assim imagino o que teria sido se os caminhos não tivessem se cruzado...

Mas acho que a pior despedida de todas é aquela que dói demais para superarmos e esquecermos, até que um dia enfim conseguimos esquecer o motivo de tanta dor e esquecemos e deixamos de sentir falta, deixamos de nos importar, embora eventualmente nossa mente nos traia e a lembrança sobrecarregue nossos sentidos. E aí um belo dia, quando você esqueceu, está bem e superou, a pessoa te procura com mais saudade do que sentia antes  e você tenta entender o que está acontecendo enquanto seu coração pula como criança dentro do seu peito. Você não consegue disfarçar e sorri como não faz há muito tempo, mas recobra os sentidos a tempo. E pensa: que porcaria!

É sempre assim, os meninos nunca aprendem, enquanto vocês desprezam uma chance real de ser feliz com alguém ESPECIAL, outro alguém que enxerga esta pessoa como vocês não enxergaram, se aproxima e a valoriza e rouba sua chance de ser feliz e quando você percebe, que pena, é tarde demais e só resta a distância entre vocês, talvez um pouquinho de carinho e mais nada.