terça-feira, 30 de abril de 2013

Gorda Modo KILL BILL On



Olha eu estou cansada de muita coisa e ter um dia de fúria realmente não estava nos meus planos...mas aconteceu, a vida segue. Vou resistir à morte até o fim! Às vezes você vai tolerando tanta coisa, tanta coisa que quando tudo dá errado num dia, você simplesmente não aguenta e para de engolir e sai vomitando.

Tudo o que acontece com os outros é minimizado na nossa sociedade, já reparou? Jalapeño no *  da gordinha aqui é refresco né, afinal eu sempre resolvo tudo, mas esquecem que até panela de pressão chia quando a mesma aumenta e até voa quando explode....mas não, gorda não pode se stressar, porque se ela se irrita é  porque não tem namorado, e não pode nem se dar ao luxo de comer um chocolate que ouve, ih você não pode.... Não pode o escambau queridinhos!! Posso o que eu quiser, até  piar junto com a JIRIPOCA!! E nós piamos muito!

O que acho engraçado é essa mente fechada da sociedade, só porque sou doce não posso ter um lado rebelde e ácido? Porque sou gorda sou fofa, dócil e aceito tudo e qualquer coisa? Não mesmo! Sou doce, carinhosa, fofa, paciente, mas todos tem limites e quem nunca teve um dia de cão? Acho que meu maior mal é ser honesta e transparente, o mundo ainda não evoluiu para isso. Paciência. Agora que venham as consequências e repreensões.

O ser humano não é capaz de ter muita empatia não, saber se colocar no lugar do outro e compreender o que aquela pessoa está vivendo, passando e no fundo ninguém quer nem saber, acho que  o calor humano da compaixão esfriou de vez no coração da humanidade. E depois desse episódio, a sensação que tenho é que passei por uma experiência xamânica de auto-conhecimento que me mudou profundamente, estou definitivamente muito menos boazinha!