quinta-feira, 30 de maio de 2013

Quando o Amor Te Dá Uma Segunda Chance

Eu amo conhecer histórias de amor e essa abaixo é mais uma que me emocionou muito...espero que gostem. A música faz parte, deixe o som rolar enquanto você lê.



Ele era novo na cidade, no colégio, ela era a louca, bruxa, metaleira (só porque gostava de rock pesado, caveiras, esmalte preto quando nada disso era moda) e totalmente desencanada. Eles queriam a mesma carreira e tinham os mesmos amigos no colégio, passavam boa parte do pouco tempo livre rindo muito de si mesmos. Ela o achava encantador, mas não queria saber de mais ninguém em sua vida tão cedo. Ele começou um rolo com outra gordinha que não era da turma deles. Ela viu que realmente aquele carinha era o máximo e pensou: como tem sorte aquela gordinha....

Eles não foram classificados na faculdade que queriam, saíram do colégio mas, continuaram tentando muito, foram estudar em locais diferentes, a amizade continuou a distância. Conversavam muito pelo telefone e se encontravam de vez em quando em alguns aulões e raríssimos encontros com os antigos amigos do colégio.

O tempo passou, ela terminou com o namorado e decidiu emagrecer, se isolou durante 9 meses e queimou 40 quilos....eles se reencontraram, os outros carinhas começaram a paquerá-la quando a viram magra, mas ele a tratou com o mesmo carinho e respeito de sempre. Ela achou estranho, mas admirou a postura dele e acabou pensando, realmente ele nunca teve interesse em mim.

Para variar um pouco ela se enrolou com o cara errado, um cara que não queria compromisso com ninguém enquanto ele tinha uma história mal resolvida na cidade natal dele....pra variar ela sempre se envolvia com o cara errado e ele sempre a escutava pacientemente e aconselhava...e ela era a confidente dele.

Um dia eles conversaram sobre como seria um relacionamento ideal e chegaram a conclusão que o melhor relacionamento é aquele que começa entre amigos. E acabou rolando um beijo, só que o cara com quem ela estava enrolada e que saía com outras garotas, chegaria em minutos para encontrar com ela......

Um tempo depois eles se reencontraram em um aulão e ele se comportou estranho, a maltratou na frente do outros...depois rolou um papo sobre a tal gordinha com quem ele tinha ficado antes e ele deu a entender pra ela que não tinha continuado porque ela era gordinha, isso depois de ela insistir muito pra saber o que tinha rolado.....ela ficou desapontada, desolada e decidiu ficar na dela, não ficar mais com ele e simplesmente se afastar até a poeira baixar, só que ela não se aproximou de novo, ele ligou, e ligou, mas ela simplesmente não conseguiu lidar com isso e resolveu sumir da vida dele. Por fora ela estava magra, mas o coração dela ainda era de gordinha, ela pensou, ele é como os outros...

Muitos anos passaram e eles se reencontraram de modo bizarro, ela foi lavar as mãos na pia do CTI, onde um cara estava parado de costas, de máscara e  touca, o estranho disse: - Olha isso aí é sabão, não é álcool gel não.
Ela: - Eu sei, eu vou lavar a mão.
Ele: Oi, tudo bem? E disse o nome dela, disse onde tinham estudado e perguntou se ela não lembrava dele não...
Ela: Pensava apenas, putz ele está me vendo mais gorda do que antes, como me reconheceu assim de lado e tão rápido? E respondeu claro, e disse o nome dele, explicou o que estava fazendo ali e atônita não conseguiu falar para ele o mais importante, que ela estava morrendo....disse apenas que não tinha seguido aquela outra carreira, e como estava sem celular disse poxa estou sem celular, nem tenho como pegar seu número, ela nem pensou em pedir a alguém um papel para anotar, ela estava sem chão e não estava raciocinando direito. Ele perguntou mais coisas, mas ela não conseguiu responder muita coisa. Ela disse pra ele procura-la no facebook, mas, não contou que ela o havia procurado várias vezes sem sucesso. Não falaram sobre estado civil....
Ele disse: Eu estou aqui todos os dias...

Ela seguiu o rumo dela e nunca mais pisou no CTI, pois quem ela estava visitando teve alta. Duas semanas e meia passaram e nada dele no face, ela pensou, pensou, lutou consigo mesma e decidiu enviar flores para ele com uma cartinha, teve medo, mas pensou eu estou morrendo, tenho pouco tempo, é o mínimo que posso fazer para me desculpar pela maneira como sumi da vida dele. Preciso enterrar a covardia antes da minha partida, preciso ser forte e corajosa como jamais fui. Mas pensava, e se nos reaproximarmos, eu não tenho o direito de entrar na vida de ninguém, eu estou morrendo....e mesmo assim ela escolheu enviar um vaso com flores plantadas, pois assim, após a morte dela, as flores poderiam continuar ali como uma lembrança dela.

Para os chineses, os lírios simbolizam amor eterno, para, ela amizade é um Amor Eterno
 

Ela escolheu o tipo de flores online e começou a escrever a carta, pediu desculpas pela maneira como desapareceu, que ela nunca teria que reconhecê-lo, pois como reconhecer alguém que ela nunca esqueceu, explicou sua delicada saúde, informou e-mail, facebook, celular caso ele quisesse entrar em contato. Foi até a loja pessoalmente, pois não queria enviar uma carta fria impressa, ela queria colocar o máximo dela em tudo, um pedacinho dela, carinho em cada etapa. Chegou o dia da entrega, terminou o dia da entrega e nenhuma resposta, contato dele, passou o dia seguinte e nada......ela ligou 3 vezes para confirmar que haviam feito a entrega no trabalho dele.....e confirmaram que a entrega havia sido feita....ela ficou super arrasada, quis chorar, mas não tinha mais lágrimas, poxa nem agradecer ele agradeceu, ela pensava. Respirou fundo e disse para si mesma, estou feliz pois venci meus medos, aprendi a ser feliz e corajosa, fiz o que deveria ter feito e se eu morrer agora vou em paz. E não me arrependo, teria escrito tudo de novo e enviado novamente as flores. Por mais que de novo eu tenha sentido que nenhum homem é diferente, eles não respeitam nossos sentimentos, mas ainda assim devemos aproveitar a oportunidade que a vida nos oferece, pois pode ser nossa última chance, nosso derradeiro adeus.



Olha, quando eu crescer eu quero ser metade do que essa mulher corajosa é...eu chorei com essa história, com a música que a faz lembrar dele... E até agora o final não mudou, mas eu estou torcendo muito para que o desfecho seja diferente deste silêncio. Se o final for diferente talvez eu comece a pensar que algum homem preste, tenha caráter, seja capaz de ser  leal e fiel.....



Saudações Metallicas,

GorDivah