sexta-feira, 17 de maio de 2013

A Rainha Que Existe Em Você



Chega de viver como plebéia!! Deixe correr seu sangue azul. Você é uma Rainha  e merece ser tratada como uma. Pra que aceitar migalhas como uma indigente?! Não se sujeite a isso! Não fique tentando transformar mendigos no seu Rei. Não espere alguém dizer que você é linda e tem valor! Pare de ficar esperando e inventando desculpas para não se amar. Chega de brincar de menininha princesinha! Descubra a Rainha que existe aí dentro de você e a liberte dos grilhões do preconceito, do calabouço do trauma e dos grilhões da depressão.

Acorda mulher! Até quando você vai ficar plantada na janelinha da torre do castelo onde você se permitiu aprisionar? Cada dia é uma dádiva! Caminhe rumo ao horizonte reeescrevendo sua história e se reiventando a cada dia. Você é tão bela e nem faz idéia disso.

Gordura não é feiura. Falta de amor por si mesma sim. Ausência de confiança em quem somos nos enfeia mesmo. E com o tempo acaba com a saúde dos seus relacionamentos. Te deixa insegura, deprimida, sem ânimo, triste, streessada e a lista continua. E nem adianta falar que é muito difícil e por isso você não tenta até conseguir. Tudo é muito complicado na vida até que você se empenhe e se comprometa consigo mesma a não desistir.

Não fique esperando uma fada madrinha que nunca virá, um príncipe encantado que porá fim ao seu sofrimento. Mude você o seu próprio destino. Construa seu final feliz a cada dia. É fácil? Nãoooooo! Mas e daí? Só por isso não vou tentar? Por ser difícil devo me conformar em ser infeliz até morrer? De jeito nenhum! Falo como uma pessoa que já enfrentou anorexia e bulimia, ficou magra achando que assim seria feliz, amada, aceita e realizada pra sempre, só que não rolou pois meu interior era o mesmo, continuava ávida por aceitação...mas acordei à tempo e evitei um casamento infeliz. Ficar magra não me fez feliz pra sempre no amor, não me fez mais realizada, amada, não me consertou por dentro.

Eu sou super obesa, a medicina diz que tenho obesidade Mórbida, não sou casada, não tenho filhos, tenho 34 anos e não existe no momento em minha vida, aliás, no mundo real não conheci um homem de verdade que me amasse nessa fase de obesidade. Mas isso não é motivo para eu me fechar em uma caixa de chumbo, amarrar uma âncora e me jogar no fundo do mar para morrer! Ou acreditar em qualquer fã virtual de gordinhas que não se assume no mundo real e não namora gorduchas offline...


Eu sei que em algum reinado por aí existe alguém de verdade, que me transborda e me amará exatamente como sou, mas enquanto o encontro com o meu rei não rola eu vou me amando, cuidando, mimando, embelezando pois antes de sermos amadas precisamos nos amar e cuidar. Até lá vou mantendo meu tratamento de Rainha e vou ostentar minha coroa, linda, até o fim.

Sei que vou continuar escutando diariamente que gordo é feio, que meu rosto é lindo, pessoas bancando minha nutricionista, brincadeiras pejorativas sobre gordos, ver gente babando ou tratando uma mulher bem só por ela ser magra e bonita, vou continuar sendo invisível para algumas pessoas enquanto outras me olham com nojo e desdém, sei que cada dia lutarei contra um mundo cheio de pessoas preconceituosas que odeiam gordos, mas eu também sei quem eu sou e conheço meu valor! A idéia que o mundo faz de mim não determina quem eu sou ou o que, quem eu mereço na minha vida!

God save the chubby Queen!