domingo, 29 de dezembro de 2013

Coisas Que Me Irritam: O Namorado da Outra Gordinha Me Encarando


Poucas coisas me incomodam tanto no mundo quanto ser encarada pelo namorado de outra gordinha. Não, não estou dando uma de gostosona, mas queria compartilhar aqui meu asco por esse tipo de cara. Há algumas semanas eu estou tendo o azar de encontrar esse cara na fila do ônibus que pego geralmente às sextas para voltar para casa no conforto do ar condicionado. O pior é que na maioria das vezes chegamos quase na mesma hora e a namorada dele só chega depois, ou seja, ou eu fico na frente ou atrás dele. Na primeira vez que ele ficou me encarando vidrado, me olhando de cima à baixo fiquei muito desconfortável, me incomoda que me olhem assim, eu tentava mudar de lado na fila, virava para o outro lado e não adiantava....foi quando percebi que ele estava acompanhado de uma gordinha bonita também e ela me olhou com cara triste, cara isso partiu meu coração. E fiquei com mais raiva do cara rs...



Com as semanas passando e ligações dele para ela perguntado onde você está....vi que eram namorados e meu coração partia toda vez que ele ficava me encarando na frente dela. Eu tentei de tudo, virava a cara, fechava a cara, mas o cara continuava...mesmo sentado dentro do ônibus ficava me olhando, na hora de descer idem....aí desisti de pegar o ônibus, pois com o meu azar eu ia continuar dando de cara com ele.

Esse tipo de situação me irrita profundamente, pois acho uma puta falta de consideração com a namorada e super constrangedor para o alvo do olhar, pois nunca é culpa do cara, sempre é culpa da outra mulher. E até hoje não sei o que o cara viu em mim, tudo bem, me acho bonita, mas não me visto de forma provocante e em nenhum momento encorajei esse tipo de atitude do cara, a não ser que ele tenha interpretado minha cara fechada com sexy face.....esse tipo de cara me faz desacreditar dos fãs de gordinhas sabe? Pois cada um que eu conheço, me mostra um comportamento parecido com esse....

Tudo bem eu sei que existem caras assim que curtem outros tipos de mulheres, não é algo exclusivo dos fãs de gordinhas, mas, sei lá, acho que talvez eu tenha idealizado demais os fãs de gordinhas pelos primeiros e melhores que tive o prazer de conhecer e agora estou conhecendo outros tipos, percebendo outros tipos que gostaria de não ter conhecido.

Autopsicografia


O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.

Fernando Pessoa

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Não, Eu Não Curto Natal, Mas Acho Que Posso Suportar Mais Um Dezembro

Talvez a imagem de um Grinch tenha vindo à sua mente ao ler o título do post, mas eu realmente não gosto de Natal. Das lojas cheias, das pessoas emocionadas e bêbadas, das visitas obrigatórias, dos clones natalinos que substituem as pessoas nessa época do ano, sim, porque as pessoas mudam de tal jeito que fico me perguntando que será que acontece na noite da virada de novembro para dezembro.

Nem sempre fui assim, já amei Natal, mas hoje arrisco até mesmo dizer que quase odeio. Acho um saco amigo-oculto, e se der digo mesmo, odeio e não quero participar, é super antipático eu sei, mas depois do câncer fiquei assim mesmo, falo quando não me sinto confortável em fazer algo, passei a me importar mais comigo e meu bem estar....

Eu gostava um pouco do Natal quando meu pai e avó estavam vivos, e no período da infância quando não tinha muita noção dos dramas da humanidade. Das obrigações em cozinhar, limpar, comprar tudo novo para enfeitar a casa, comprar roupas novas, ficar presa no calor da cozinha, mofar na fila do mercado comprando mais algum ingrediente que acabou.....

Hoje em dia não me importo mais, mas comecei a pensar em algumas pessoas muito próximas e queridas e quantos "Natais" ainda estarei por aqui e decidi que este será o meu último Natal ignorado. Continuo não curtindo, mas estou disposta a construir novas lembranças e hábitos, embora ainda odeio essa palhaçada toda....mas só ano que vem.



domingo, 22 de dezembro de 2013

FIRME e FORTE

Eu não curto comemorar meu aniversário mas este ano algumas coisas aconteceram e tudo isso me levou a não tirar folga no dia do meu niver, mas não consegui chegar cedo no trabalho para o café da manhã. Cheguei tarde à beça e quando enfim cheguei para o café da manhã eis que o mesmo virou um banquete de aniversário com todo mundo lá me esperando....que vergonha!!

Recebi tanto carinho e caveiras nos presentes que tô meio anestesiada até agora....encerrando o dia com a primeira sessão de uma nova tattoo. Foi um dia e tanto.

E neste ano a menos de duas semanas do fim do mês eu decidi antecipar um ano novo, começar um novo capítulo de uma das histórias da minha vida. Eu já fui muita coisa nessa vida, mas acredito nunca ter sido mente fechada, muitas vezes por medo, desisti de continuar sofrendo, desisti de tentar e larguei tudo de mão, não por orgulho, ta aí algo que não sou, orgulhosa, sempre me ferro muito porque costumo pensar mais em não machucar os outros do que a mim mesma, pois eu sempre penso que consigo aguentar o que vier....e o pior é que geralmente aguento, quase morrendo, mas aguento, me envergando até onde dá para não quebrar.

Talvez o maior presente que eu tenha me dado este ano foi a chance de reconciliação, com pessoas que gostam de mim de uma maneira que eu desconhecia. Este ano permiti que me amassem e parei de empurrar todo mundo para longe como sempre faço quando as coisas apertam, saí da clausura e entrei na toca atrás do coelho. Vamos ver como continuará essa aventura.Se vou perder a cabeça ou conseguir retornar rs...

Aos meus leitores, deixo meu carinho, meu obrigada pela energia positiva que emanaram para mim neste ano que foi tão difícil. Eu confesso que em alguns momentos achei que não fosse conseguir viver mais um niver, encerrar mais um ano, mas estou aqui e ainda que não queira ainda fazer planos para o futuro estou de peito aberto para aproveitar as oportunidades, chances que a vida me oferecer. Estou firme e forte, viva e pulsante!!!! E agora com mais vontade de viver, mais garra para lutar e motivos para sorrir.

E quanto ao amor próprio, este está mais forte e lindo do que nunca. Final de Janeiro devo receber minhas fotos de modelo plus size (por um dia), aí mesmo que minha auto-confiança vai explodir rsrs....Meninas, somos lindas independente de nosso tamanho, se amem e se permitam viver coisas novas, se amem sempre em primeiro lugar, sempre!


Beijinho Queen Size,

Kcal GorDivah
Twitter
FB
Tumblr


quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Meu Niver

Amanhã é meu niver e este ano fiz tudo diferente com relação a esta data...não vou tirar folga e vou acordar cedo rs....


quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

TORMENTA


Já ficou triste com alguém ao ponto de não conseguir comer? Sabe aquela tristeza que te embrulha o estômago e amortece sua mente ao mesmo tempo em que cria uma tormenta de sentimentos e pensamentos dentro da sua cabeça? Pois bem, estou assim neste exato momento, não consegui almoçar até agora de tão triste que estou....E ficar sem me alimentar não ajuda na minha clareza mental...

É um pouco difícil eu ficar sem conseguir expressar o que sinto e penso, mas  quando o medo de magoar alguém está presente na equação eu travo. Eu procuro não conversar, não falar quando estou com algum sentimento intenso e ruim com relação a alguém. Mesmo que eu esteja arrasada, com a alma dilacerada, eu me calo. Quanto mais triste e com medo, mais silêncio eu faço. Eu já não confio em sentimentos, por isso quando os mesmos estão revoltos no meu interior prefiro esperar a tormenta passar e o mar acalmar, porque se eu abrir a minha boca  com o meu mar em fúria eu posso correr o risco de machucar quem me machucou e isso só pioraria as coisas pois acho que mesmo quando alguém nos machuca isso não nos dá o direito de machucar de volta, eu não gosto nada disso.

Você pode fechar os olhos para as coisas que não quer ver, mas, não pode fechar seu coração para as coisas que você não quer sentir.

Eu estou com tantos pensamentos e sentimentos sobrecarregando meus sentidos e estou tonta já, sem condição de concatenar as idéias, mas isso não impede os pensamentos de jorrarem na minha mente já caótica. E a cada vez que eu tento não pensar em você, dói demais. Toda vez que eu penso em você também dói. Eu queria muito ser capaz de recomeçar do zero, mas eu simplesmente não tenho mais forças. Estou cansada de relevar e entender e só me machucar e machucar. Cheguei a conclusão que o que você sente não é amor, eu até acredito que você ache que realmente me amou/ama, mas um dia meu bem você vai amar alguém como eu te amei e aí você vai me entender.



Eu sei que esse amor imenso que sinto vai continuar me assombrando um tempo, sei que meus olhos continuarão marejados eu só não sei o que tenho coragem e força para fazer com relação ao que ainda sinto. Queria poder estalar os dedos e corrigir tudo, mas eu não sou Mary Poppins ou Jeannie(um gênio).E ao mesmo tempo que quero te falar tudo que entalou aqui eu não quero te entristecer, estou torcendo para o tempo passar e você me esquecer de vez. Não deve demorar muito isso....



sábado, 14 de dezembro de 2013

GorDivah No Ar 01 - Dia De Modelo Plus Size RJ




Estúdios/Fotógrafos(as) que recomendo, depois atualizo e coloco mais, pois não estou lembrando de todos de cabeça:

FConcept
MegaVip
Tatiane Moraes
Franz Borborema

Ah e o Blog Mulherão 



Bj Queen Size,


Kcal GorDivah,

Twitter
FB
Tumblr

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Palavras Não Ditas

Palavras não ditas são palavras malditas.
Enfurecidas elas sobem até sua garganta
E se penduram de cabeça para baixo
Se equilibrando, como num show circense

Ah, as palavras não ditas!
Sofridas elas fazem sua cabeça girar
Palavras malditas
Que fazem meu coração sangrar

Essas palavras não ditas,
Impedem a minha despedida
E meu coração, de repousar.

Não quero mais saber de palavras não ditas.
Por isso digo, amor
Aqui, eu não posso mais ficar.

Palavras malditas
Agora ditas
Me fazem chorar.
Mas, não, não posso mais ficar...
Palavras malditas
Agora ditas
Me assombram e afligem
Até que prematuramente, o beijo frio
Em minha face, a ceifadora, venha deixar.


Kcal GorDivah

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Breve Pausa - De Novo!!!


Após uns 10 dias sem trabalhar por motivo de saúde enfim volto em cima da hora para a segunda etapa do evento mais importante do ano lá no trabalho. Confesso que ainda não tô assim 100% mas o dever me chama, então vamos voltar ao trabalho e viajar.

E esta semana tem além da viagem, festa e chá de panela! Não sei se vou aguentar o pique, mas como a festa é de trabalho tenho que ir né. Ano passado eu não fui, mas este ano eu vou ainda mais que amei o tema, festa de boteco! Adorei! E tenho figurino novo para estrear, um vestido retrô lindo. Se eu pudesse acho que só andaria de vestido, não fosse o fato de ter coxa muito grossa e ser transparente eu usaria todo dia.

Então com a viagem e a festa durante a semana devo ficar estes próximos dias sem aparecer aqui, mas aí posto algumas fotinhas depois, quem quiser pode me add no face que lá vou colocar todas as fotos. E na outra semana tem dia de modelo, ai ai, quero muito participar, eu não quero seguir carreira, nem acho que eu levo jeito, mas quero um dia assim de novo, é legal fazer coisas diferentes que fogem totalmente da nossa rotina. E um dia me sentindo como diva é simplesmente uma dádiva pra mim. Ainda mais com meu niver chegando (20/12) ehhehe.

Enfim povo, tenho uma semana puxada pela frente e espero conseguir aguentar o ritmo puxado depois de ficar esse tempo de molho. Minha garganta ainda dói e ainda estou tossindo, mas bem melhor que antes e não aguento mais ficar de molho...ai ai, eu já deveria estar dormindo.



domingo, 1 de dezembro de 2013

Poema - Cazuza


Eu hoje tive um pesadelo
E levantei atento, a tempo 
Eu acordei com medo
E procurei no escuro 
Alguém com seu carinho
E lembrei de um tempo

Porque o passado me traz uma lembrança 
Do tempo que eu era criança
E o medo era motivo de choro 
Desculpa pra um abraço ou um consolo 

Hoje eu acordei com medo
Mas não chorei nem reclamei abrigo
Do escuro, eu via um infinito
Sem presente, passado ou futuro
Senti um abraço forte, já não era medo
Era uma coisa sua que ficou em mim (que não tem fim)

De repente, a gente vê que perdeu
Ou está perdendo alguma coisa
Morna e ingênua que vai ficando no caminho 
Que é escuro e frio, mas também bonito porque é iluminado
Pela beleza do que aconteceu há minutos atrás

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Descartáveis


Pra que compromisso se hoje em dia tudo é descartável?
Para que criar laços se e mais fácil usar e jogar fora?
 
 
 
Por que motivo cuidar do coração que alguém te entregou?
Se é tão mais fácil descarta-lo...
 
 
Não é à toa que vemos tantos casos de abandono de animais e filhos e idosos, a sociedade de consumo se convenceu que descartar é o mais cômodo. E daí que o filho abandonado na rua indefeso poderia ter morrido, e daí que o parente idoso morrerá em agonia pelo abandono de seus entes queridos, que me importa que magoei alguém tão profundamente que essa pessoa pensou ate mesmo em morrer....ninguém mais se importa com o outro.
 
A única coisa que importa para esse tipo de gente é o prazer instantâneo, saber que conquistou mais um(a) otário(a), usar e jogar fora. Sociopatas que manipulam os outros para conseguirem satisfazer suas vontades, incapazes de amar de verdade, manipuladores cruéis e frios que vivem para descartar os outros quando enjoam de usá-los como brinquedinhos.
 
E depois não sabem porque prefiro ficar sozinha....

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Em Qual Rua Minha Vida Vai Encostar Na Sua?



Será na Av D Pedro II, na Rua do Catete, na Av Rio Branco, na Praça da Matriz, na Av João Dias, na Av Conselheiro Luiz Viana, na Rua Sete de Setembro ou nossas vidas seguirão paralelas sem nunca se cruzarem?

Sigo meu caminho, esperando que nossas paralelas se encontrem ao menos no horizonte de nossas vidas.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

When I'm Gone


I don't want you to miss me.
I don't want you to be sad.
I just want you move on with your life.
I want you to forget me when I'm gone.
I won't ask you to remember how deeply I loved you cos I guess you'll never get it.
I'm just sorry we had no time, maybe if things were different, this love would be real or not.
Life  broke my heart and I can't fix it.
I'm tired of fighting, have no strenght to endure.
I'm giving up.
I did all I could have done to win this fight, but I just can't take it anymore.
Please forgive and forget me me when I'm gone.
I have so little time and it breaks my heart, I'll never hold your hand again.
You won't kiss me goodbye.
It's too late or too soon....you choose.
Don't be afraid darling, it will not take too long for you to forget me.
It won't hurt for too long.
I won't even be a sweet memory.
It will be like if I never existed in your heart,
When I'm gone.


Kcal GorDivah  on Tumblr

Eu Ainda Não Morri


É, andei sumida, sem conseguir escrever muito por N motivos...minha vida está meio cheia de altos  e baixos, muitas dúvidas e decisões para tomar...

Mas sabe o que eu amo, quando a vida facilita as coisas e te mostra, que sua vida ficará melhor longe de determinadas situações e pessoas...é quase mágico quando isso acontece, como se um fardo muito pesado fosse tirado de suas costas...

Em alguns casos isso não te impede de ficar um pouquinho triste, mas é o ciclo da vida, sempre tem algo sendo encerrado. A vida é feita de ciclos que se encerram para que outros comecem. E acho que um dos meus ciclos chegou ao fim. Chega!

Bom, este post é o que temos pra hoje. Tô com febre, de licença por uns dias e sem inspiração nenhuma povo!



Beijo Queen Size!


sábado, 16 de novembro de 2013

Minha namorada pesa mais do que eu. E daí?

Ali Lawrie e Gloria Gloria Shuri enfrentam o preconceito por serem um casal. (Foto: Reprodução)
Não é sempre que se vê um cara sarado namorando uma gordinha. O escocês Ali Lawrie deu seu depoimento ao Yahoo após sua namorada, Gloria Shuri, contar o romance deles na web. Leia a história do casal!

"Quando minha namorada Gloria Shuri Nava escreveu um artigo sobre estar acima do peso e namorar um cara sarado, eu já esperava algum tipo de controvérsia. O que eu não esperava era que as pessoas do mundo inteiro fossem comentar o nosso relacionamento – até em programas de televisão! 

Como moro na Escócia, eu li a matéria antes de Gloria— o programa foi ao ar enquanto ela ainda dormia em São Fransisco. Em questão de algumas horas, o artigo recebeu um número incrível de comentários e compartilhamentos no Facebook.


Eu e Gloria lidamos com o preconceito diariamente, por isso já nos preparamos para os comentários ásperos. Porém, surpreendentemente, a primeira leva foi surpreendentemente positiva. Havia recados de apoio de outras mulheres acima do peso e homens magros que disseram não achar nada de estranho no nosso relacionamento.

A partir daí, os comentários negativos começaram a aparecer: "Ela é uma porca", "Juntos, eles parecem o número 10" e "Vai ver o cara é chegado numa baleia branca encalhada".

Minha primeira reação foi proteger Gloria. É engraçado: quando alguém diz algo tirando sarro de mim – seja meu cabelo ruivo ou pele branca ou meu sotaque de Glasgow — eu não me incomodo, mas quando leio comentários cruéis sobre Gloria, fico nervoso. Detestei a ideia dela ler o artigo e se deparar com esse tipo de comentário. Mas essa garota é durona. Ela sabe que esses comentários dizem mais sobre as pessoas que os redigiram do que sobre ela mesma. Em vez disso, ela foca no fato de que, ao divulgar nossa história, vai melhorar as coisas não apenas para nós, mas para outros casais que se sentem hostilizados.


Eu sempre namorei mulheres gordinhas. Da mesma forma que alguns preferem as loiras ou magrinhas, sempre achei as gordinhas atraentes. Mesmo assim, a sociedade ainda acha esse comportamento estranho. Para mim, estranho é quem pensa desse modo. Em 2010, quando contei a uma amiga que estava apaixonado por Gloria, ela respondeu: "Você não pode dizer isso, Ali— isso é maldade sua. Não brinque com isso". Quando disse que estava falando sério, ela disse: "Eu nunca esperaria isso, porque você gosta tanto de frequentar a academia, e ela é o oposto". Por que as pessoas dizem que “os opostos se atraem” quando um casal tem personalidades diferentes, mas quando se trata de diferenças físicas, é considerado incomum? 

A verdade é que Gloria e eu temos muita coisa em comum. Temos o mesmo sentimento em relação a nossas famílias – eles são as pessoas mais importantes em nossas vidas. Nossos pais nos ensinaram o valor do trabalho e da boa índole, e como deve ser nossa conduta em relação a nós mesmos e aos outros. Também possuímos um humor bem peculiar — vemos graça onde outras pessoas não a veem. Apesar disso, Gloria tem um senso de humor polêmico e consegue sair ilesa (qualquer um que já tenha visto seus vídeos no canal do YouTube Glowpinkstah sabe do que estou falando), mas eu não consigo. Sou meio tímido nesse sentido.

Embora eu tenha realmente me apaixonado por Gloria após tê-la conhecido melhor, não vou mentir: foi sua aparência que me atraiu primeiro. Quando vi a foto dela no Twitter, fiquei fascinado pelo formato do rosto e sorriso cativante! E seus olhos têm um brilho impressionante. Ela é incrivelmente linda. Quando as pessoas dizem que ela deu sorte, digo que o sortudo sou eu.

Depois de ver a foto, comecei a ler suas postagens no Tumblr. Em uma delas, ela escreveu que gostaria de conhecer alguém com quem ela pudesse manter uma amizade, mas que mais tarde se transformasse em amor. Fiquei intrigado com isso, porque sempre quis a mesma coisa.


Ainda assim, nunca pensei que fôssemos nos apaixonar. As pessoas dizem que não é possível se apaixonar pela Internet, e provavelmente eu achava a mesma coisa antes de acontecer comigo. No início, duvidei dos meus sentimentos. “Se ainda não a conheci, não sei como ela é pessoalmente – será que isso é mesmo amor?”. Mas quando você está com alguém que te entende de todas as maneiras possíveis, você sabe que é real.

Nos encontramos pela primeira vez quando eu fui visitá-la em São Francisco, dois anos e meio após começarmos a conversar. Assim que desci do avião, senti como se estivesse chegando em casa. Eu estava muito nervoso – não com medo, mas ansioso de antecipação. Por tanto tempo eu quis tê-la em meus braços, que acabou sendo melhor do que imaginava. Assim que a abracei, me senti totalmente seguro e relaxado. Não parecia que eu estava a conhecendo pela primeira vez. A sensação era de que tínhamos ficado separados por muito tempo, e finalmente estávamos nos reencontrando.

Agora, estou contando os dias até minha mudança para a Califórnia, onde vou cursar doutorado em psicologia clínica. Gloria também decidiu perder peso, e dou meu apoio a ela porque é a vontade dela, e no longo prazo fará bem para sua saúde. Mas, para o nosso relacionamento, não existe a necessidade de ela emagrecer.

As pessoas perguntam se eu e Gloria vamos nos casar. Vou dizer uma coisa: sempre achei que os melhores casamentos acontecem entre pessoas que são melhores amigos. Ter essa fundação é tudo. O conselho que dou aos outros é que você sempre deve procurar seu melhor amigo, porque as coisas podem florescer e levarem a algo que te pegue de surpresa. Você pode não estar esperando, mas, às vezes, o que você procura pode estar bem na sua frente".

Por: Yahoo Shine


Tão linda a história deles, não é mesmo meninas? Ainda existem caras por aí capazes de amar uma mulher  de curvas e nos assumir de peito aberto como homens de verdade fazem. A história deles me inspirou e animou, sabe?



quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Ele Não Está Tão Afim De Mim


Pois é sabe aquele filme Ele Não Está Tão Afim  De Você? Eu sofro do oposto, eu nunca maldo nada, não capto se alguém está interessado em mim, duvido de palavras quando as atitudes não batem e sei que se o cara quer ele dá um jeito e pronto e não fica dando desculpas....se eu estiver no limite e ele soltar por telefone que precisamos conversar e eu perceber que acabou, pergunto logo se é pra terminar, porque se for, nem precisa me encontrar, adeus por telefone mesmo.....pra que adiar, se é pra sofrer, manda logo! É claro que mesmo assim sofro, eu choro e xingo depois de desligar....mas eu não aguento mimimi, ser enrolada sabe? Ou você quer e assume pro mundo todo, ou some logo!

E numa dessas eu acabei indo parar 3 cidades depois da minha porque aceitei um convite e em nenhum momento passou pela minha cabeça que o outro lado pudesse estar interessado em algo...hoje em dia sou assim, se você não fala, nem adianta, não vou deduzir porcaria nenhuma! E nisso o tempo passou, nos aproximamos e eu nunca pensei num " e se" até que uma amiga minha me perguntou, se eu já tinha pensado na possibilidade do tal cara estar interessado em mim....aí lascou tudo! Olhei pra ela e disse, mas será? Ah, não, que isso.....imagina.....mas ai que fui perceber como as coisas estavam talvez meio estranhas mesmo, aí veio outro convite e outro, e SMSs, e-mails, saídas....e nada aconteceu que sugerisse interesse dele explicitamente, então respirei aliviada e pude continuar na minha, como sempre. E concluí, que de fato ele não esta tão afim de mim, como eu já suspeitava no inicio, mas ai fiquei pensando, cara se eu tivesse viajado na possibilidade, agora poderia estar frustrada e triste. Acho que por isso muitas garotas estão com o amor próprio negativo, confundem tudo e depois quando não é nada daquilo, elas desmoronam.

O louco é que mulher é assim, se não tem ninguém afim dela, ela acha que tá horrível, que é feia,etc...ela só acha que tem valor se algum cara disser isso pra ela, quiser ficar com ela. Talvez a louca nesse lance todo seja eu, mas como tô saindo inteira, vou continuar assim, solteira desenrolada, mas inteira, sem ilusões. Só espero agora que as pessoas parem de me confundir, porque está começando a me irritar, só isso. Nada mais justo, pois eu sempre fico quietinha na minha e não fico por aí brincando de seduzir ninguém por diversão....







segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Chutando O Balde!!!!

Sith acontece, então você morre...

É incrível como o dia de hoje foi lado negro total...ninguém está livre de um dia cheio de lei de Murphy, mas, quando você já está mal e tem um dia onde tudo simplesmente dá completamente errado, aí você com certeza passa a se conhecer melhor. E às vezes, as pessoas à volta também passam a te conhecer melhor. Hoje foi um dia tão ruim, mas tão ruim que eu desmoronei mais ainda, e esvaziei um pouco meu peito desabafando na hora, mas nada que desse uma pista de como realmente tô por dentro....Depois da doença eu acabei ficando assim, prefiro escrever do que me abrir com alguém. Prefiro empurrar todo mundo para longe, subir uma muralha para esconder  o que sinto. É uma ilusão, mas assim me sinto mais forte. Eu suporto enfrentar o mundo sozinha, mas não suporto ter que enfrentar esse mesmo mundo desapontada com as pessoas que eu achava que me amavam, mas, não foram capazes de permanecer ao meu lado.

Meu mundo eu faço de mim mesma e isso às vezes me assusta, eu pareço fria, mas não sou. E em raros momentos me identifico com algum personagem, neste fim de semana vi o episódio de Sessão de Terapia, do GNT, o episódio de segunda, da Carol, uma universitária quem tem linfoma e hesita em contar para família.....em muitos momentos me identifico um pouco com ela, sabe? Cara as vezes na vida você acaba ficando sozinha para resolver seus próprios problemas ou cansa de ser desapontada pelas pessoas e passa a resolver tudo sozinha. Ou simplesmente prefere fazer as coisas do seu jeito sem ninguém para encher a porcaria da paciência. A questão é que eu tô sempre me afastando das pessoas, como se eu tomasse uma distância por medida de segurança sabe? Eu já levei tanta, mas tanta porrada da vida, que prefiro ficar sozinha, carregar o mundo nas costas sozinha se for o caso do que contar com alguém e ver essa pessoa me desapontar porque eu simplesmente não posso contar com ela...e sei lá...parece mesmo que eu nunca posso contar com ninguém mesmo...então pra que tentar? Não vejo motivo.

Eu tô muito mal hoje, sentindo muita dor, quase desmaiei, mas a vida continua não é mesmo? Eu tenho algumas decisões muito importantes para tomar, que vão decidir o rumo da minha vida, cheguei numa encruzilhada em que devo fazer uma escolha e isso tá acabando comigo....e só consigo pensar " ninguém ganha quando todos estão perdendo..." e não consigo tomar nenhuma decisão! Parece que tudo virou de cabeça para baixo e está sendo sacudido ao mesmo tempo. E quando eu acho que nada pode piorar, tchanam...Murphy diz: Gordinha eu te Amo!! Ele simplesmente não me larga.....ahhhh! Sai de mim!!! Acho que não há vida além da Lei de Murphy......

Quer saber, tô jogando tudo pro alto agora!! Vou chutar o balde!!!






sábado, 9 de novembro de 2013

Intervalo....Depois Eu Volto....

Hey!

Quem acompanha o blog um tempinho já viu que eu me afastei um pouco algumas vezes por motivo de saúde...e nos últimos dias não tenho estado no meu melhor momento. Bom, acredito que preciso de um tempinho para me recuperar e colocar algumas idéias em ordem sabe?

Vou me cuidar e talvez eu programe alguns posts....

Beijos Queen Size!

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

É Fácil Trocar As Palavras

"É fácil trocar as palavras,
Difícil é interpretar os silêncios!
É fácil caminhar lado a lado,
Difícil é saber como se encontrar!
É fácil beijar o rosto,
Difícil é chegar ao coração!
É fácil apertar as mãos,
Difícil é reter o calor!
É fácil sentir o amor,
Difícil é conter sua torrente!

Como é por dentro outra pessoa?
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição
De qualquer semelhança no fundo." 


Fernando Pessoa


quinta-feira, 7 de novembro de 2013

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Make You feel My Love



Sabe aquela música que quando você ouve a primeira vez, ela te ganha lá no fundo da alma, te arrepia e muitas vezes faz até sentir algo que sequer aconteceu em sua vida? Bom, essa música do Bob Dylan fez isso comigo na interpretação da Adele. Quando a ouvi pela primeira vez, pouco mais de uns meses atrás eu estava em uma encruzilhada interior, sabe quando você ama alguém e não tem a mínima ideia se aquela pessoa de fato te ama de volta? E isso te sufoca e entristece? É uma sensação estranha, ainda mais hoje em dia, quando as palavras são soltas sem que de fato signifiquem algo...as pessoas falam qualquer coisa para conseguirem o que querem, sem que isso de fato seja verdade dentro delas. Meu coração estava frio e triste, pois desacreditava forte mesmo do amor e das pessoas, achava que nunca mais acreditaria em ninguém, estava querendo me fechar em uma redoma e ficar ali segura, sem me machucar muito, sem sofrer, disposta talvez a sentir um pouquinho de dor, mas só o que fosse estritamente inevitável.

E de repente, não mais que de repente, descobrir um invasor me meu peito, pulsando forte, como se tivesse vida própria e suas vontades cheias de caprichos, era o amor que eu havia expulsado tantas e tantas vezes de minha vida que teimoso cismava em se infiltrar clandestinamente em meu peito...durante uns  meses eu fiquei tentando matar esse sentimento, sem sucesso algum....e olha que eu já fui muito boa nisso! Mas agora só resta aceitar  que perdi esta luta e esperar no tempo os nossos destinos.

O que me leva de volta a esta música, acho que é simplesmente uma das melhores declarações de amor que alguém poderia fazer. Ai, lascou tudo! Tô romantiquinha! Bom, pelo menos agora posso apreciar esta canção sem ficar triste. Essa febre está afetando meu raciocínio rsrs.....ah! Quero melhorar logo!









When the rain

Is blowing in your face

And the whole world
Is on your case
I could offer you
A warm embrace
To make you feel my love



When the evening shadows

And the stars appear
And there is no one there
To dry your tears
I could hold you
For a million years
To make you feel my love



I know you

Haven't made
Your mind up yet
But I would never
Do you wrong
I've known it
From the moment
That we met
No doubt in my mind
Where you belong



I'd go hungry

I'd go black and blue
I'd go crawling
Down the avenue
No, there's nothing
That I wouldn't do
To make you feel my love



The storms are raging

On the rolling sea
And on the highway of regret
Though winds of change
Are blowing wild and free
You ain't seen nothing
Like me yet



I could make you happy

Make your dreams come true
Nothing that I wouldn't do
Go to the ends
Of the Earth for you
To make you feel my love

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Só Os Loucos Sonham

Com licença, que nível de inferno é este?


Estudos científicos afirmam que se não sonharmos enlouquecemos, mas eu penso o seguinte: só os loucos sonham. E eu era um deles, acho que já esgotei minha cota de sonhos, minha listinha já está completa, estou riscando alguns, mas não acrescentarei mais nada, pelo menos por enquanto.

As pessoas sempre sonham, se dedicam para alcançá-lo a qualquer custo, mas, muitos acabam esquecendo por completo que mais importante do que sonhar é você se preparar para viver o sonho, lidar com ele quando este acontecer, tiver altos e baixos...eu sonhei alto, alcancei, mas não imaginei quão profundos seriam os baixos e rarefeitos os altos, e a euforia da sensação de realização de algo logo passa....então o sonho vira rotina. Neste ponto, muitos deixam de valorizar aquilo que exigiu tanto sacrifício para ser alcançado.



Não seja daqueles que matam a magia de seu sonho,não o transforme em pesadelo,antes, cultive-o para que este não esvaneça e morra. Quando você mata um sonho, não dá mais para ressuscitá-lo dos mortos. Talvez este tipo de atitude seja uma das que mais detesto nos seres humanos, sabe? Desperdício de coisas preciosas, raras e únicas. As pessoas desanimam e enjoam rápido demais de seus sonhos, até que um dia seja tarde demais e percebam a burrada que fizeram ao matarem com a maior banalidade sonhos tão suados e preciosos, que não se repetirão.

Esse post está me deixando mais para baixo do que já estava...essa dor um dia acaba me matando.....mas hoje é meu dia de celebração, aniversário de um dos meus sonhos! Que espero forte e firmemente que nunca mais vire um pesadelo absurdo em minha vida! Mudando o astral em 3,2....Dia feliz! Dia de comemorar e esquecer as tristezas e incertezas da vida!

Um brinde a todos que ousam sonhar e cultivar seus sonhos, custe o que custar!

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

O Sofrimento É Opcional

"A cada dia que vivo, 

mais me convenço de que 

desperdício da vida está 

no amor que não damos,

nas forças que não usamos,

na prudência egoísta 

que nada arrisca e que, 

esquivando-nos do sofrimento, 

perdemos também 

a felicidade.

A dor é inevitável. 

O sofrimento é opcional.”


Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Epitáfio


Há Momentos

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.
Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.
As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.
O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.
A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

— Clarice Lispector

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Gordos Opressores No Transporte Público

O gordo é sempre o culpado

Quem aí é king ou queen size como eu e depende de transporte público para ir ao trabalho  seja por praticidade ou falta de opção sabe o sacrifício que é para entrar, sair, permanecer ou sentar. Você precisa prender rápido os macetes para driblas os obstáculos ao seu caminho. Para os meninos acho que é um pouco mais tranquilo, pois não precisam carregar bolsa no cotidiano, o que é indispensável para as meninas.

Pois bem, tenho várias histórias envolvendo transporte público e odeio roletas, catracas e gente empata porta que fica ali parada na frente da porta do trem, metrô ou ônibus...ou magrinhos espaçosos grrrrrrrrrrrrrrrr.....sem querer acabo rebocando todo mundo e passo por ignorante, mas o que posso fazer se tenho porte majestoso e os súditos rebeldes não abrem espaço oras!!



Pois bem, certa vez uma digníssima senhora virou para mim no metrô meio cheio, eu estava com uns 20 kg a menos, e falou:

- Você está tirando meu conforto!!

Eu estava voltando de um treinamento, com colegas de trabalho, todo mundo olhou para minha cara pensando ferrou, a Cacau vai acabar com a mulher, mas eu, linda estava, maravilhosa e em silencia permaneci, mas a senhora não se deu por vencida e continuou reclamando, e se tem uma coisa que me irrita é mulher que reclama de tudo no meu ouvido....só sei que teve uma hora que me enchi, joguei meu cabelo a la GorDivah (tenho q fazer um gif disso LOL) virei para o lado e descasquei:
- O metrô está cheio de pessoas, mas EUUUUUUUUU estou tirando o conforto da senhora? Se for por falta de lugar para segurar eu estico meu braço aqui querida, e levantei meu braço e falei, pode segurar eu não vou te deixar cair não, se for por isso tá resolvido...ué não vai segurar não? Ué, não entendi então. A mulher ficou pálida e se calou e meus amigos começaram a rir....virou uma piada nossa: Cacau você está tirando meu conforto kkkkkkk....eu não gosto de responder não sabe, mas estava azeitada já com aquela dona buzinando na minha linda orelhinha.



Cena 2: O bêbado e a gordinha no ônibus

Estava voltando do trabalho com duas amigas minhas que diziam que eu exagerava nesse papo de que gordos sofriam preconceito, que eu tinha mania de perseguição por causa do meu peso, etc etc. Aquele papo que mulheres com corpo perfeito e lindas de acordo com a maioria masculina, sempre tem na ponta da língua. Pois bem, eis que sobre no ônibus um cara bebaço, mas muito chapado mesmo, o 284 estava cheio, ele passou pelo corredor cheio de gente e chegou perto de mim. Eu sempre vou pra perto da porta, se possível, para não bloquear a passagem e também porque não quero ninguém se roçando em mim. O bêbado quando me viu falou meia dúzia de palavrões, aos berros, como se estivesse anunciando uma invasão alienígena:
- Não basta ela ser goooooordaaaaaa....ela tinha que bloquear a @#% da passagem...gorda isso, gorda aquilo, acho que foi uma tentativa de humilhação pública que não vou esquecer tão cedo. Minhas amigas encheram os olhos de lágrimas e eu fiquei lá rindo discretamente e pensando:
- Tomem suas magrelas, quero ver me dizer agora que isso aqui é minha imaginação kkkkk.....nunca mais elas falaram nada. Eu quase agradeci ao bêbado por isso.


Cena 3: O cavalheiro fofíssimo e a GorDivah no trem

Quem pega trem aqui no Rio sabe a lata de sardinha que é e como o pessoal vai sentado, um coladinho no outro e como os caras são beeeeem espaçosos com suas perninhas e braços. O terror em qualquer trem que não tem assento individual é o gordo opressor, aquele que senta só para apertar o magrinho uhahahahauhauauh. Bom, raramente, muito raramente, algum cara é gentil comigo e me cede a vez para sentar e geralmente quando o fazem, tadinhos não tem noção de espaço, volume, profundidade, pois me cedem lugares minúsculos. Eu tenho um problema muito sério, minhas coxas são um pouquinho grossas e eu devo estar pesando algo em torno de 125/130 kg. Eu não consigo sentar com os joelhos unidos durante muito tempo, dói pois tenho que fazer muita força para manter esta posição, então preciso de espaço para sentar com o mínimo de conforto. Aí um carinha todo fofo comigo, me ofereceu o lugar para sentar, um lugar onde tinha levantado um magrinha baixinha....eu pensei esse cara está de brincadeira comigo, não é possível....tirei o fone do ouvido, sorri, agradeci e disse:
- Ah, muito obrigada, mas o espaço é muito pequeno, eu não vou caber aí. Coloquei o fone de volta, mantive minha postura elegante e ignorei as caras de risinho dos marmanjos em volta.
Para eu sentar ali, outras pessoas teriam que desembarcar e quando desembarcaram, não me fiz de rogada, falei com o cara que estava umas 3 pessoas depois de mim:
- Moço pode chegar para lá para eu sentar, por favor? Obrigada. Ahhhh...agora sim!

Um dos marmanjos que estava perto não se aguentou e ficou rindo, tentando disfarçar, com aquela cara de "não acredito que a gorda fez isso". Com meu óculos escuro hasta la vista baby, dei uma olhada na direção dele, ele sacou e se conteve um pouco. Mas nem fiquei brava com o cara não, para mim isso é super natural. Eu achei muito engraçado uma vez que um senhor teimou comigo que eu ia caber num lugar estreito também. Eu falei para ele, não obrigada, sou muito gorda não vou caber ali....aí ele me mirou de frente, olhou meu quadril de mais de 1m e exclamou ah cabe sim. Só na cabeça dele que eu ia caber ali naquele 0,5 cm!!!!!
Eu pensei, não acredito que esse coroa olhou pra minha bunda!!! Claro que não sentei, para alívio dos magrinhos.


A Inimiga Mortal: O Confronto

Catracas, roletas, portas de girar estreitas são os meus maiores pesadelos! Eu já fiquei presa em roleta de ônibus e ter que rebolar, dançar salsa para desentalar enquanto a fila atrás de você aumenta não é nada legal embora eu ame dançar. Agora me diz, pra que uma roleta dos infernos como essa abaixo?


Não basta ser estreita, tem que ser alongada e colocada num curral! Eles acham que só existe gordinho barrigudinho e esquecem que existem gordinhos bem distribuídos que não tem só barriga, como também perna inteira grossa. No dia que até minha canela ficou presa eu pensei, ferrou, mal consigo mexer os pés, como vou sair daqui? Aí fui jogando o quadril e o trocador me ajudou a girar a roleta. Nunca mais peguei ônibus daquela linha! E o pior são as pessoas te olhando como se você fosse um Houdini tentando fazer um número de escape!

Beleza, você sobrevive à roleta e procura o assento preferencial e vê um magro irritante e espaçoso sentado te olhando de cara feia. Você procura então um lugar em que tenha um magrinho baixinho com carinha amistosa, quando você tem sorte encontra e pede licença, mas se o magrinho for preguiçoso, vai dar aquela clássica giradinha de ombro, 5 graus para a esquerda(como se isso aumentasse de fato o espaço para você passar) para você passar. Como eu virei expert em abuso e como constranger não-gordos em público eu peço gentilmente com olhar pidão do gato de botas:
- Meu bem, me desculpe, mas, gesticulo uma das mãos ao longo do meu corpo como se demonstrasse um produto e digo super doce, eu sou muito gorda, eu não consigo passar nesse espaço, você me faria a enorme (para reforçar meu tamanho) gentileza de levantar para que eu possa passar, por favor?
Aahahhaha, funciona sempre! Aí eu consigo sentar sem rasgar a roupa em algum parafuso do encosto do banco da frente....



Mas não termina aí, quando você chega ao trabalho...ta dã.....eis a catraca lá de novo!! Aí você passa quase dançando por ela, exige anos de prática e aperfeiçoamento! Eu passo girando discretamente de lado e deslizando como uma fada enquanto suspendo a bolsa para não derrubar as coisas em volta, o que quase fiz hoje pois estava distraída conversando. Esse lance de catraca é muito arcaico povo! Tem que fazer como no metrô de Lisboa, me senti tão gente lá....você passa o cartão e duas portinhas retraem permitindo sua passagem.



 E vocês tem alguma história sobre as agruras dos gordinhos nos transportes públicos? Também já enfrentaram problemas assim?


Publicado no site Gordinhas Maravilhosas

domingo, 20 de outubro de 2013

O Câncer Que Se Dane!!!!!

Hoje para mim simboliza um recomeço, um renascimento, pois hoje eu decidi que quero lutar mesmo com todas as minhas forças para viver, superar de uma vez por todas esse episódio do câncer na minha vida! Decidi cair em queda livre e planar o máximo que puder....quem me conheceu antes do diagnóstico provavelmente vai estranhar meu comportamento atual, mais solto, mais louco, talvez até meio inconsequente, muito intensa e talvez até meio chocante às vezes.....não me encaixo mais no rótulo e bula que faziam de mim, estou sendo julgada por isso, mas quer saber?

Ramones - I Wanna Live
 
 
Eu quero viver a minha vida!! E só posso vive-la enquanto estou viva, eu não vou viver para sempre....Por mais que isso choque alguns, estou abrindo mão de tudo mesmo, estou deixando os últimos anos para trás, tudo que construí, conquistei, nada disso vai me manter viva por mais tempo, estou recomeçando uma nova história do zero e não apenas um novo capítulo...estou começando outro livro!
 
Os dedos de seta continuarão apontando, as críticas continuarão chegando, os olhares de recriminação também....mas quem está  na corrida contra o tempo, contra a morte sou eu, e eu não vou viver para sempre, este momento não se repetirá novamente...no meu pior momento os dedos que me apontam não foram estendidos com a mão para me ajudar, então...quem se importa? Eu não me importo mais...
 
 
 
 Vou viver o que tiver vontade, tomar minhas decisões baseada no que quero, fazer o que achar melhor para mim, celebrar a vida como bem entender....até mesmo surtar se eu quiser...sumir, viajar, comer o que quiser, ser eu mesma! Chega de julgamentos e de carregar o mundo nas costas! Segunda-feira se prepare, pois estou indo com tudo pra cima de você!
 
Quem nunca teve câncer, dificilmente vai entender muito do que escrevi, do meu comportamento nos últimos meses e decisões malucas tomadas....talvez a sorte tenha sido receber o diagnóstico logo após meu período de experiência na empresa pública para onde passei, como as pessoas não me conheciam muito bem não se chocaram tanto como as outras que me conheciam bem mesmo. Foi como um grito preso na garganta que estava lá abafado há muito tempo e de repente foi solto num brado de angústia e sede de liberdade bem no meio de um grande silêncio! Tenho sede de viver e eu vou viver! E sonhar e realizar os meus sonhos, custe o que custar! Eu vou viver! E errar e cair e me levantar e prosseguir! A partir de agora, fazer cada batida do meu coração valer a pena! Não vou me render! Não vou me entregar! Vou ser fiel a quem sou, penso e sinto! Se não gosta da minha nova versão, se afaste, estou acostumada a andar sozinha. Comigo mesma, estou em ótima companhia!
 
 

Whitesnake - Here I Go Again
 
 
 E lá vou eu de novo!! Não sei ao certo para onde vou, mas eu sei de onde estou vindo e o que quero!
Chega de perder tempo!